Criou-se uma polêmica em Lages nesta reta final das eleições acerca da provável divulgação de uma pesquisa eleitoral, prevista para ser conhecida amanhã ou no sábado (alguns estão dizendo que essa pesquisa não será divulgada). 

Pergunta-se: esse tipo de divulgação, a esta altura do campeonato, favoreceria quem?

- Aquele que estiver na frente, com certeza, já que seus eleitores votariam com mais confiança. Mas como será o comportamento dos eleitores dos dois que estiverem atrás?

- Ao que se percebe, a eleição em Lages está muito parelha - e  os três devem estar bem próximos  nos índices. Então, quem está em segundo ou em terceiro poderá optar pelo VOTO ÚTIL  nesta reta final. Ou seja, se estava decidido votar em A ou B - e esse candidato estiver em 3o. , e o 2o. estiver muito próximo do primeiro, PODERÁ HAVER O TAL DO VOTO ÚTIL. Ou seja, o tiro pode sair pela culatra de quem estiver em primeiro. Ou não. Há que se levar em conta também que um dos três candidatos é o mais rejeitado. Então, os eleitores dos outros dois poderão fazer VOTO ÚTIL. E aí, mais uma vez o tiro poderá sair pela culatra. 

Portanto, já que até agora NINGUÉM TEVE INTERESSE EM DIVULGAR PESQUISAS, nossa humilde opinião é que deixem o eleitor fazer suas escolhas livremente, sem qualquer interferência ou influência de possível resultado. O lageano já deve ter feito suas escolhas. Ou o fará com base naquilo que acredita que será melhor para a cidade. 

Então, penso que não se deveria divulgar pesquisa nesta altura do campeonato. Até porque, A MELHOR PESQUISA É O VOTO NA URNA. E logo mais, domingo de noite, todos saberemos quem venceu o pleito. 

Loreno Siega - Revista Visão