Aproximadamente duas mil mudas de árvores nativas irão deixar a cidade ainda mais arborizada e bonita nos próximos anos, quando atingirem a maturidade. Nesta quarta-feira (19), o horto municipal, localizado no bairro Várzea, recebeu um carregamento de doações da empresa Tractebel Energia. As atividades no horto estão sob a responsabilidade da Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos.

Entre as espécies estão amora, araucária, aroeira, araçá, ingá-feijão, goiaba serrana, guabiroba, uvaia e ipê amarelo. As espécies chegaram num tamanho pequeno, em torno de 40 centímetros de altura. Passarão por um tempo de cultivo no horto e serão replantadas em praças, parques e avenidas, além de serem distribuídas em escolas, entidades, instituições e à comunidade que se interessar, através de solicitações e campanhas de arborização da cidade.

Após o plantio, o índice final que se consegue fazer “pegar” geralmente fica em 30% do total plantado, que seria a quantidade de árvores que se desenvolvem ao longo de cinco anos. “Reservaremos uma quantidade para disponibilizar para a população que queira plantar árvores no fundo do quintal ou em frente às residências”, destaca o engenheiro agrônomo responsável pelo horto, Giovanni Tomazelli.

Algumas espécies são arbustivas, como o araçá, que chega somente a três metros de altura, outras são de grande porte, como o ingá feijão e o ipê amarelo, alcançando entre dez a 60 metros de altura. Cada uma possui uma característica, sendo algumas perenes, conservando suas folhas o ano inteiro, outras se renovam no inverno e primavera.

“Devemos plantar árvores”

A parceria entre a prefeitura e a Tractebel existe faz alguns anos, resultando em uma compensação ambiental da empresa devido às suas atividades. Ao menos duas vezes por ano ocorre a doação de árvores para o plantio. “O que deixamos como mensagem à comunidade é que devemos plantar árvores. Não podemos encarar essa iniciativa como um trabalho árduo, pois ela nos dará muitos benefícios, como sombra, um aspecto visual bonito, além da contribuição para a preservação do meio ambiente”, finaliza.

Assess. de Imprensa da PML - Fotos: Sandro Scheuermann