Jornalista, Economista e Escritor, é membro do Conselho Municipal de Política Cultural na cadeira de Literatura, Memória e Patrimônio e da Associação dos Economistas do Planalto Catarinense. Filiado à União Brasileira de Escritores, exerceu por nove anos a presidência da Associação Lageana de Escritores. É vice-presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Lages e da Serra Catarinense. Membro e sócio fundador do Instituto José Paschoal Baggio, também integra a diretoria da Associação dos Amigos do Museu Malinverni Filho.

É detentor de várias honrarias concedidas por clubes de serviços de Lages, como Rotary e Lions e também pela Associação Catarinense de Imprensa. Ao longo da vida, foi homenageado pelas Câmaras Municipais de Lages, Urubici e Correia Pinto e também recebeu o título de Colaborador  Emérito do Exército. Possui a Medalha Licurgo Costa, na área das Comunicacões.

Há 61 anos faz jornalismo, iniciou aos 13 escrevendo um jornal de próprio punho, denominado A Cidade, que circulava semanalmente e era lido de mão em mão. Com o apoio de algumas personalidades locais passou a ser correspondente da Gazeta Esportiva, de São Paulo, e do Diário de Notícias, de Porto Alegre. Paralelamente, colaborava com os jornais locais Guia Serrano e Região Serrana.

Em 1956 ingressou no Correio Lageano, a convite do empresário José Paschoal Baggio onde, por 39 anos, foi editor-chefe. Ao longo de sua atividade diária no jornal, entrevistou dez presidentes da República e um Primeiro Ministro, por ocasião do regime parlamentarista na década de 1960. Atualmente é colaborador desse diário e já publicou 9.651 artigos. Dotado de uma memória fora do comum, gosta de fazer matérias sobre educação. Palmeirense e cinéfilo, já foi suplente de vereador e tem saudade dos anos 1950.

Luci Franceschini (Assess. do Deputado Coruja) - Foto: Alesc