A Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) entregou o Prêmio FIESC de Jornalismo 2016 nesta sexta-feira, dia 25/11, durante reunião de diretoria da instituição, em Florianópolis. Na categoria Vídeo, a reportagem “Vocações: o futuro das principais cidades de Santa Catarina”, da RBS TV, ganhou o primeiro lugar. Na categoria Texto, a primeira colocação ficou com o trabalho “Foco Econômico”, do Diário Catarinense. A reportagem “Industriais da Roça”, da Rádio Peperi, ficou com a primeira colocação na categoria Áudio. Veja abaixo a relação completa dos vencedores. Em cada categoria, o valor para o primeiro lugar é de R$ 20 mil, para o segundo de R$ 3,5 mil e para o terceiro de R$ 1,5 mil.

“O prêmio valoriza e incentiva o bom jornalismo, as reportagens que trazem exemplos de que o Estado pode dar certo. O papel do jornalismo é a investigação, a denúncia, é uma espécie de cão de guarda dos valores da sociedade, deve apontar erros, cobrar soluções e melhorias. Porém, mais do que isso, é preciso encontrorar os pontos luminosos em Santa Catarina, exemplo de ações práticas que dão certo. Temos muitos pontos luminosos e as reportagens premiadas aqui hoje mostram alguns deles. Devemos continuar jogando luz em ações que servem de exemplo e que mostram o porquê nosso Estado é um dos melhores do Brasil”, discursou o jornalista Marcos Meller, da Rádio Peperi, em nome dos profissionais agraciados pelo Prêmio.

O presidente da FIESC, Glauco José Côrte, ressaltou que Santa Catarina é destaque no País não só por seus indicadores, mas também pela qualidade da imprensa catarinense. Uma boa relação com a imprensa é a melhor forma de estabelecer o contato não só com o público industrial, mas com toda a sociedade catarinense, pois envolve uma reflexão crítica sobre o trabalho realizado pela entidade. “É assim que contribuímos com o debate das questões fundamentais para a sociedade. E é dessa forma que poderemos ajudar a realizar as transformações que o Brasil precisa: com transparência nas informações e clareza nos posicionamentos que defendemos”, afimou Côrte. “A FIESC acredita que a atuação de uma imprensa livre é um dos pilares da democracia e do desenvolvimento de uma nação”, acrescentou.

O prêmio é realizado pela FIESC e pela Associação Catarinense de Imprensa (ACI) com apoio do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina, Associação dos Diários do Interior (ADI/SC), Associação dos Jornais do Interior (Adjori), Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acaert), Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Estado de Santa Catarina (Sindejor) e Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado de Santa Catarina (SERT/SC).

A comissão julgadora foi composta pelos jornalistas Aldo Antônio Schmitz, Marcos Heise e Rogério Kiefer (representando a ACI) e pelo economista Flávio Lopes Perfeito (representando o Conselho Regional de Economia-Corecon/SC).

CLASSIFICAÇÃO

Categoria Áudio

1º lugar: Industriais da Roça, de Marcos Andrei Meller, da Rádio Peperi.

2º lugar: Série: A cidade que respira biscoito, de Edson Honaiser e Fabiano Marangon, da Rádio Celinauta AM.

3º lugar: Tapete preto do interior, de Juciele Marta Baldissarelli, da Rádio Vale do Contestado.

Categoria Texto

1º lugar: Reportagem: Foco Econômico, de Pedro Machado, Júlia Pitthan e Fabiano Peres, do Diário Catarinense.

2º lugar: Reportagem: Educação é o meu negócio, de Bárbara Thâmires Sales, do Jornal Município Dia a Dia.

3º lugar: Na Bebida Artesanal, a cultura e o desenvolvimento, de Marciano Bortolin, do Diário de Notícias.

Categoria Vídeo

1º lugar: Reportagem: Vocações - O futuro das principais cidades de Santa Catarina, da equipe da RBS TV, composta por Túlio Borges, Eduarda Mayara Demeneck de Figueiredo; Diogo Andrade RG; Luan Santiago; Marco Antonio Mendes; Guilherme Lira; Cinthia Suellen Raasch; André Buzzi; Jean Carlos Mazzonetto; Mayara Schmidt Vieira; Fábio Cardoso; Upiara Boschi da Silva; Luiz Carlos de Souza; Douglas Márcio; Vanessa Moltini; Raphael Moser; Allan Postal; Thiago Kauê; Everton Cordeiro; Isabella Fernandez; Willian Rodrigues Ramos; Vinicius Farfus; Eduardo Alexandre de Almeida Silva.

2º lugar: Sem Crise: empresas catarinenses apostam nas exportações, da equipe da RIC TV Record, composta por Juliana Ariana de Senne Corrêa, Leandro Gonçalves Lins e Heloísa de Jesus Custódio.

3º lugar: Empresas do Vale do Itajaí confeccionam artigos para a Olimpíada, da equipe da RBS TV, composta por Vanessa Nora, Fábio Marciel Bublitz, José Alberto Espercot, Paulo Sérgio da Silva Júnior e Rafael Luiz Juncks.

 

Assessoria de Imprensa - FIESC