Ainda comemorando os 250 anos de fundação da Princesa da Serra, o jornalista Moacir Pereira lançou o 47º livro de sua autoria. “Malinverni Filho: A Vida pela Arte” foi lançado na noite desta segunda-feira (05) no Centro Cultural do Sesc (Colégio Rosa) e contou com a presença de inúmeras autoridades catarinenses.

O prefeito Toni Duarte, acompanhado da primeira dama do município, Suzana Duarte, prestigiou o evento. “Em seus 250 anos, a nossa cidade tem uma linda história construída por personalidades que, ao longo deste período, fizeram ações que enalteceram o nome de Lages. É o caso de Malinverni Filho que dedicou a sua vida em retratar as paisagens serranas, bem como esculpir estátuas daqueles que viveram por Lages. Suas obras se espalharam por todo o mundo e o livro de Moacir Pereira tem o objetivo de referenciar e resgatar estes momentos históricos do artista”, destaca Toni.

O lançamento do livro foi promovido pela Fundação Cultural de Lages (FCL), Instituto Histórico e Geográfico de Lages,  Academia Catarinense de Letras, Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, Associação Catarinense de Imprensa, com apoio cultural da Flex Contact Center. Para Moacir Pereira, autor da obra, o livro é um trabalho jornalístico que se constituiu por meio de muita pesquisa sobre a vida deste que, para ele, é um grande artista lageano e maior artista de Santa Catarina. “Estava muito ansioso por esse lançamento e foi um prazer imenso poder retratar a vida e obra de Malinverni Filho”, aponta.

Um pouco das obras de Malinverni Filho e do livro de Moacir Pereira

Malinverni Filho produziu no século passado centenas de pinturas com paisagens da região serrana, consagrando-se como o “artista das araucárias e dos flamboyants” e um dos escultores mais talentosos que Santa Catarina já conheceu.  Também era poeta.  

Frequentou e formou-se pela Escola Nacional de Belas Artes no Rio de Janeiro, realizou exposições durante décadas nos principais centros do país. Suas telas encontram-se hoje em cidades do Brasil e do exterior. Quando decidiu retornar a Lages criou e dirigiu a primeira Escola de Belas Artes de Santa Catarina.  Fechou depois por falta de apoio. Os principais jornais  catarinenses e do eixo Rio-São Paulo deram as mais amplas coberturas e publicaram incontáveis artigos e reportagens elogiosas sobre a qualidade e a originalidade de seu trabalho artístico.

“Malinverni Filho:  A Vida pela Arte” recupera dados sobre as principais obras idealizadas e executadas pelo artista lageano. Suas esculturas estão hoje espalhadas por várias cidades de Santa Catarina, com destaque para a famosa estátua de Nereu Ramos, inaugurada no centro de Lages, quando o autor morava na cidade e uma réplica instalada no Tribunal de Justiça de Santa Catarina, por iniciativa da Academia Catarinense de Letras. A estátua do ex-governador Jorge Lacerda na frente da entrada principal do Instituto Estadual de Educação é, também, de sua autoria.  De igual modo, a estátua do industrial Carlos Renaux, no centro histórico de Brusque e o busto do ex-governador Ivo Silveira, no hall da Assembleia Legislativa, na Palhoça e em Videira. 

O livro traz relatos sobre a exposição  comemorativa do centenário de nascimento de Malinverni Filho, recupera a sessão solene em sua homenagem realizada Assembleia Legislativa e destaca uma entrevista com a viúva do artista, professora Maria do Carmo Malinverni, dona Mariechen, que há mais de 45 anos mantém o Museu Malinverni no centro de Lages. Prefaciado pelo jornalista e acadêmico Sérgio da Costa Ramos, contém uma documentação iconográfica com dezenas de pinturas do homenageado, quando vivia no Rio de Janeiro e depois em Santa Catarina.

Assess. de Imprensa da PML - Foto: Silviane Brum