Na coletiva que deu na última sexta-feira, na ACIL, quando anunciou os 7 primeiros nomes de seu time para a Prefeitura, Antônio Ceron disse que pretende extinguir a Secretaria de Meio Ambiente e Serviços. Em seu lugar, pretende criar o Instituto de Meio Ambiente. 

Para extinguir a Secretaria e criar o Instituto, no entanto, vai precisar que a nova Câmara inicie seus trabalhos e aprove a reforma administrativa. E isso só vai acontecer lá por meados de  fevereiro. 

Cidadãos ficam se perguntando: enquanto essa nova estrutura não é criada, quem vai ficar responsável pelas roçadas no perímetro urbano (nas margens das ruas, avenidas e ao longo do Rio Carahá? Quem vai cuidar do trabalho de manutenção na iluminação pública? E quem vai cuidar da limpeza da cidade? Será que a Secretaria de Infraestrutura e Planejamento terá também essa incumbência?

Loreno Siega - Revista Visão - Fotos: Divulgação