Após a emissão do Termo de Vistoria é que a Prefeitura autorizou, através de decreto municipal, a adequação das novas tarifas, a partir do próximo domingo (18). O aumento médio ponderado das tarifas é da ordem de 5,93%, bem abaixo do aumento dos insumos, caso dos salários que subiram 10%, em maio último, dos pneus, 10,65%, e do diesel, 9,5%. Pela adequação, a tarifa paga em dinheiro, vai passar a custar R$ 3,50, e no Cartão Cidadão e Vale Transporte, R$ 3,32. Professores e estudantes mantêm os descontos de 30 e 50% respectivamente. 

Ressalte-se que as tarifas que vão entrar em vigência são parte das propostas no Edital de Concorrência Pública do Transporte Urbano de Passageiros, de Lages, apresentadas em junho, último. Portanto, não refletem no aumento dos custos dos insumos ocorridos após o último reajuste. Também não está inserido o percentual de queda de passageiros, de 5,21%, em 2016 (-5,21%).

Mesmo com esse aumento, segundo a Transul, Lages permanece entre as cidades que mantêm a tarifa mais baixa de Santa Catarina. Além disso, conforme explica o diretor Humberto Arantes, os municípios que já possuem tarifas acima de R$ 3,50 têm aumentos previstos para janeiro, fevereiro e março de 2017, o que acentuará ainda mais a diferença com relação ao preço praticado em Lages.

Assess. de Imprensa Transul