Amarildo Gaio, prefeito de Urupema, acompanhado dos secretários municipais, recebeu a imprensa de Lages na tarde desta quinta-feira (15/12.

Em pauta, um agradecimento especial aos profissionais e veículos que ao longo de suas duas administrações (8 anos) divulgaram o município, quer seja em função do frio, ações e eventos, quer seja de outras formas, sempre de forma espontânea.

 

“Se hoje Urupema detêm o título de Cidade Mais Fria do Brasil, isso deve-se a esta parceria que vocês sempre tiveram com nossa administração. Primeiro, tivemos de implantar as estações meteorológicas oficiais para provar que realmente somos a cidade mais fria do Brasil. Depois, enviamos material sempre que ocorriam frentes frias intensas, geadas, neve e o famoso sincelo. Mas  foi com o trabalho espontâneo de divulgação feito por vocês e pela mídia nacional que isso de fato se concretizou”, explicou Amarildo Gaio.

“Por isso, queríamos agradecer de forma especial esta parceria. E esperamos que vocês continuem divulgando Urupema como sempre fizeram”, acrescentou.

 

Em seguida, Amarildo providenciou um audiovisual com um resumo rápido das principais obras e ações desenvolvidas pela atual administração, que investiu forte em praticamente todas as áreas, buscando melhorar a vida dos moradores da cidade e do interior. Urupema é um dos poucos municípios brasileiros que não têm dívidas. E a atual administração termina seus dois mandatos ainda com algum dinheiro em caixa e com algumas obras em andamento e já com os recursos em caixa para terminar.

Entre essas obras já licitadas e que começam logo está  a implantação do esgoto sanitário (R$ 1,3 milhão de investimentos), a pavimentação do acesso até o Instituto Federal (emenda de R$ 250 mil da deputada Carmen Zanotto), entre outras.

Incremento ao turismo

Um dos setores em que Urupema mais vem se destacando é o turismo. A pequena cidade se estruturou para isso, implantando a Casa de Apoio ao Turista, Casa da Imprensa (para abrigar os profissionais de imprensa que vem cobrir o frio) e preparo da mão-de-obra e do trade para bem receber os turistas e visitantes. Com apenas pouco mais de 2.500 habitantes, Urupema conta hoje com cerca de 300 leitos na sua rede de pousadas e hotéis.

Comparativamente à população, Urupema tem pelo menos 30 vezes mais leitos do que Lages para receber turistas (Lages tem 160 mil habitantes e apenas 3.500 leitos em sua rede hoteleira). “Temos hoje pelo menos 12 pousadas que integram nosso trade, além de dois hotéis”, explicou o prefeito. “Em geral, são empresários de fora que estão investindo aqui em função do frio, da nossa natureza exuberante, da tranquilidade que temos e da facilidade de acessos”, explicou.

Uma dessas pousadas que se instalou em Urupema e que abriu suas portas há apenas 4 meses é a Pousada de Montanha Reserva Faldun, localizada há apenas 6 Km da sede (às margens da SC-370 – que liga o município a Painel). Numa área de 38 hectares, repleta de araucárias e em meio à natureza, investidores de Florianópolis construíram um verdadeiro paraíso. Por enquanto, são apenas 5 apartamentos, todos de alto padrão. Mas, com o tempo, o projeto prevê expansão.

A proprietária, Carla Rio Apa, explicou que a intenção inicial era construir uma casa de campo  para descanso e lazer da  própria família. “Mas depois vimos que seria investir demais para só a gente aproveitar dessa tranquilidade e beleza. Aí resolvemos implantar alguns apartamentos para receber turistas. Abrimos há quatro meses. E estamos bastante satisfeitos com a receptividade”, contou.

Além do lugar lindo, calmo e rodeado de natureza, há um grande lago artificial, com uma cabana como ilha, além de outras cabanas próximas.

A arquitetura valorizou aspectos locais como a madeira (araucária e outras espécies), pedras (taipas e muros), entre outras questões. “Temos trilhas ecológicas, pesca, passeio de canoa no lago, cavalgadas, fotografia noturna, arco e flecha, observação de pássaros e o convívio com pequenos animais e com o pessoal da casa”, falou Carla.

Vinícola Urupema 

Outro atrativo mais recente é o receptivo a turistas implantado pela Vinícola Urupema (antiga Santo Emílio). A  produção das uvas, que acontece há 10 anos, fica a uma distância de 20 Km, no interior. A elaboração dos vinhos era feito em Lages. Mas agora, com o receptivo e com uma parceria com a Prefeitura local, serão elaborados todos em Urupema, próximo à cidade. A proprietária, Elisabeth Binotto, recebeu a imprensa para apresentar o local. E promoveu uma degustação de alguns dos vinhos e espumantes.

A Vinícola Urupema já produz sete diferentes rótulos: dois espumantes, dois brancos, dois  tintos e um rosé. Um dos vinhos tintos, inclusive, leva a denominação “Sincelo”.  É uma homenagem ao fenômeno meteorológico que ocorre no inverno, no alto do Morro das Torres, (uma espécie de congelamento da umidade do ar, que se observa na vegetação), único no mundo (ao que se tem conhecimento até agora).

 

Texto e fotos: Loreno Siega – Revista Visão