Debate na Band dias desses sobre a Reforma da Previdência me deixou perplexo com alguns números divulgados. Vamos a eles:

- São pouco mais de 30 milhões de aposentados no Brasil;

- Destes 30 milhões, 1 milhão são funcionários públicos. E 29 milhões são aposentados da iniciativa privada;

- Os 29 milhões de aposentados da iniciativa privada recebem em média R$ 1.700,00 de aposentadoria;

- E o 1 milhão de aposentados do sistema público recebem em média R$ 9 mil de aposentadoria;

- Os aposentados públicos dos legislativos, ganham em média R$ 26 mil. Os do Judiciário, mais de R$ 30 mil. E os do Executivo, mais de R$ 15 mil. Os demais, incluindo aí professores, policiais, bombeiros e demais servidores públicos, recebem bem menos. 

- Nos últimos 15 anos (de 2001 até o final de 2016), o déficit (rombo) na Previdência com os 29 milhões de aposentados do sistema privado somou R$ 345 bilhões.

- E no mesmo período o "rombo" na Previdência com o 1 milhão de aposentados do serviço público somou R$ 1 trilhão e 350 bilhões (4 vezes mais). 

Portanto, se querem mesmo promover uma reforma da Previdência que estabeleça JUSTIÇA, deveriam é revisar a aposentadoria do 1 mihão de aposentados do serviço público. Se limitassem os vencimentos destes ao teto máximo da Previdência, coisa de pouco mais de R$ 5 mil por mês, estaria liquidada a fatura. E não precisariam tirar dos coitados que menos têm e menos recebem. 

Loreno Siega - Revista Visão