No final do ano passado, a Azul Linhas Aéreas comunicou a comunidade de Lages que em função da "alta temporada de verão" teria de cancelar dois dos seis voos semanais que a empresa tinha de Lages até Viracopos. Passado o verão, depois de março, um desses voos retornou. 

Ontem (19/04), novo comunicado. Utilizando uma nova desculpa esfarrapada, agora a alegação é de que vários voos pelo Brasil afora, especialmente para o Sul do Brasil, serão cancelados em função das condições meteorológicas de inverno. 

No período de 8 de maio a 3 de setembro, a decisão é novamente deixar Lages com apenas 4 voos por semana, aos domingos, segundas, quartas e  sextas-feiras (como se nesses dias da semana não haverá condições meteorológicas "adversas" e não existirá inverno). Aliás, esse período (inverno) é o melhor de todos para trazer gente do Sudeste para a Serra Catarinense em função do frio. Quando houver  previsões de neve ou de grandes  geadas, com certeza esses voos ficariam lotados (então pq cancelar justamente no período em que temos mais atrativos turísticos?). 

Ou seja, o passageiro lageano que precisar ir a São Paulo, que antes precisava pernoitar pelo menos uma noite na capital paulista antes de retornar, agora, dependendo do dia que viajar, vai ter de esperar dois dias. Difícil entender o porquê uma companhia tão forte não deixa pelo menos um voo diário em Lages visto que a demanda de passageiros é excelente.

Acredito que nossas autoridades (prefeito e Governador) deveriam ir negociar diretamente com a companhia. Ou então, trazer outra empresa  para "fazer sombra" à Azul. Afinal, ter um voo "REGULAR" em Lages foi uma luta de anos. E esse voo agora simplesmente não pode ser tão IRREGULAR.

Loreno Siega - Revista Visão