“Defendemos o manejo da araucária não apenas sob o olhar econômico, mas especialmente, para preservação e sustentabilidade. Há muito desconhecimento do produtor rural hoje, principalmente de legislação. A realidade é que as araucárias remanescentes se tornaram um problema e não podemos aceitar aquele princípio de que tem de se eliminar as araucárias que estão nascendo, para não se tornaram intocáveis no futuro”.

A declaração é do presidente da Amures prefeito de Otacílio Costa Luiz Carlos Xavier, que acompanhou a abertura do workshop Manejo para Conservação de Araucária angustifólia no Sul do Brasil, na manhã desta quinta-feira (27), no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). O evento teve durante a manhã duas palestras. Uma sobre a situação atual dos remanescentes de florestas com araucárias e outra sobre Competição, morfometria e manejo de floresta ombrófila mista com base no conceito de árvore individual.

A tarde o foco do evento foi o Plano de Manejo para Araucária, com inventário e mensuração florestal e fechou com uma mesa redonda e debates sob a coordenação da assessora jurídica da Amures Zenalda Vanin e do professor Moisés Savian.

Participaram também do workshop, o diretor geral do Centro de Ciências Agroveterinárias – CAV João Fert Neto, vice-reitor da Udesc Leandro Zvirtes, consultor geral de Articulação Estadual, vinculado à Secretaria de Estado da Casa Civil Fernando Drissen e representando a gerência de Licenciamento Agrícola e Florestal da Fatma Diego Henckemaier Silva.

O que se concluiu nesse primeiro dia é que sem manejo, as florestas de araucárias caminham para a extinção. “O manejo vai garantir não apenas a perpetuação da araucária, mas a diversidade da espécie e a sucessão florestal que auxiliará no desenvolvimento e na estrutura das florestas”, assegura o professor e pesquisador do Curso de Engenharia Florestal do CAV/Udesc de Lages, André Felipe Hess.

Na manhã desta sexta-feira (28) será retomado o workshop com palestra do professor Geedre Adriano Borsoi que abordará o plantio, tecnologias de produção de mudas e condução de araucária. E fechando o evento haverá uma mesa redonda sobre as demandas e necessidades de manejo para pequenos produtores rurais.


Oneris Lopes - Assessoria de Imprensa da Amures