Transformar Lages na cidade mais limpa, mais florida e mais arborizada de Santa Catarina, até o término do mandato, é um dos objetivos, no campo ambiental, do prefeito Antonio Ceron. Para tanto, a atividade no Horto Municipal, localizado no bairro Caça e Tiro, foi incrementada a partir da valorização do quadro funcional, com melhor qualidade do ambiente de trabalho e na harmonia entre os trabalhadores.

Na prática já estão sendo cultivadas cerca de 30 mil mudas de flores decorativas, o suficiente para decorar toda a cidade durante o período de inverno. Alisson, boca-de-leão e amor-perfeito são espécies que melhor se desenvolvem no período de inverno. Sob a coordenação do secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Euclides Mecabô, um trabalho minucioso no controle das mudas está sendo liderado pelo engenheiro agrônomo Giovanni Tomazelli.

Os canteiros passam inicialmente por um processo de semeadura. Assim que ocorre a germinação vem a etapa da repicagem e a rustificação, ou seja, as plantas passam para a fase de fortalecimento. Após um período de aproximadamente três meses, as mudas ganham corpo, e logo são cultivadas nos canteiros estrategicamente localizados por toda a cidade. E, a partir disso, é só esperar a florada. Vale ressaltar que, enquanto se aguarda a floração, os canteiros recebem manutenção constante, com molhaduras semanais e adubação periódica. “Com esses cuidados as flores podem permanecer bonitas por mais tempo, durando até meados de novembro”, ressalta Giovani.

Por outro lado, conforme revela o secretário Mecabô, não serão cultivadas apenas flores no Horto Municipal. Faz parte do plano, aliás, iniciar em breve o plantio de mudas de árvores frutíferas, nativas e ornamentais. A proposta, que ainda faz parte de um projeto embrionário, é efetivar o plantio de aproximadamente 20 mil mudas ao longo do período administrativo de Ceron. Inclusive, já foram plantadas mais de 200 mudas, só neste ano. “Faremos o possível para conseguir, principalmente, se tiver o engajamento da comunidade, para que nos ajude na preservação. E mesmo que sejam arrancadas, quebradas ou morram, nós vamos persistir plantando um nova muda”, salientou o secretário.

 

Fotos: Carlos Alberto Becker - Ascom/PML

COMENTÁRIO DO BLOG: Aplaudimos a iniciativa. Lages realmente precisa muito de ruas, praças e canteiros centrais de avenidas mais floridas e arborizadas. Por outro lado, nos causa repulsa ver tantas araucárias adultas sendo cortadas sem necessidade, com "autorização" do Meio Ambiente. Parar de cortar o que já existe seria um bom começo.