Empresários, lideranças políticas, autoridades, entidades representativas, imprensa e formadores de opinião participaram, na segunda-feira (8/05), do Happy News, organizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Desta vez, o encontro foi marcado pela presença do presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Honório Pinheiro, que tratou da temática: Cenário Político Econômico Nacional.

Integrante do movimento lojista há 40 anos e a frente da CNDL desde 2015, Honório conseguiu imprimir o posicionamento de adotar soluções inovadoras para a sustentabilidade do Sistema CNDL. Para isso, conta que buscou ouvir líderes e dirigentes de Federações e Câmaras de Dirigentes Lojistas de todo o país afim reconhecer expectativas e alinhar a estratégia de expansão do Sistema. “Há três anos, assumimos com a missão de reestruturar, transformar e renovar a CNDL e estamos buscando meios para o fortalecimento e o desenvolvimento do varejo”.

Honório destaca a iniciativa da criação do Plano Nacional do Desenvolvimento do Varejo único no Brasil, voltado a entender a importância do Sistema CNDL. Lembra que o setor varejista é responsável por 21% dos empregos formais e 65% das operações de crédito. “São 1500 CDLs em todo o Brasil contribuindo para o desenvolvimento sócioeconômico das cidades”.

 

No primeiro ano, em 2015, foi elaborado um Planejamento Estratégico e, logo em seguida, criado um Plano de Negócios. Houve a integração da contabilidade da CNDL e SPC, desenvolvimento de um plano de segurança na área de informática e a criação de um modelo de comunicação para o Sistema. Além disso, foi implantada uma estrutura de acompanhamento das decisões que tenham impacto no comércio varejista no legislativo, executivo e judiciários. “Dessa forma, as informações podem ser monitoras e avaliada pelas entidades do Sistema permitindo que haja uma atuação da CNDL de maneira prepositiva”.

 Rumo do comércio

Entusiasta, mas ponderado, o presidente da CNDL diz que o comércio ainda respira com ajuda de aparelhos, porém, com responsabilidade está melhorando. “O Brasil tem um grave problema de geração de crédito. Houve um grande incentivo ao consumo e não deu certo. Agora, o governo tenta, de maneira muito lenta, fazer com que o crédito seja melhorado e disponibilizado à população”.

A visita exclusiva a Lages foi a primeira nas 207 CDLs de estado de Santa Catarina. Para a presidente da CDL de Lages, Rosani Pocai, uma oportunidade única poder receber informações tão importantes do Sistema CNDL, trazidas pelo próprio presidente da Confederação. “A vinda do presidente nos mostra que estamos no caminho certo e mostra a força da política institucional da entidade. Temos lutado dia após dia pelo fortalecimento do associativismo e pelo desenvolvimento do comércio varejista de forma profissional”.

Texto e fotos: Catarinas Comunicação