A Secretaria de Planejamento e Obras de Lages iniciou na quarta-feira (10/05), a pavimentação de um trecho da Rua Solon Vieira da Costa, no bairro Gethal. A obra, que está sendo executada com recursos do Município, atende um pedido antigo da comunidade devido ao grande movimento de veículos, principalmente ônibus e caminhões.

 “É uma ótima notícia e esperamos em breve ver toda a rua pavimentada, porque há anos convivemos com a poeira e a lama”, ressalta Aldori Wolff, presidente da Associação de Moradores do bairro.

A previsão é que a obra seja concluída ainda nesta semana. “Neste primeiro momento estamos pavimentando 70 metros da via. O outro trecho que possui uma extensão maior será incluído no plano de pavimentação do Município”, explica o secretário da pasta, Clayton Bortoluzzi.

Obras e Saneamento

No bairro da Penha, na Rua José de Araújo, a Secretaria de Planejamento e Obras está concluindo a colocação de 150 metros de tubulação nova para implantação da rede de esgoto. A obra, executada em parceria com a Semasa, inclui os serviços de terraplanagem. O fim do esgoto a céu aberto é um alívio para os moradores da rua, aponta Vinicius de Oliveira Muniz. De acordo com o mecânico montador, “além do mau cheiro, havia problemas com baratas e ratos e até inundações em dias de chuva”.

Operação Tapa Buraco

Outra frente de trabalho da Secretaria de Planejamento e Obras consiste na operação tapa buracos na cidade. Nesta semana, foram realizadas melhorias na Rua Tiago Debetio, na região da área industrial, e em toda a extensão da rua Mateus Junqueira.

Manutenção de Calçamento

A pavimentação de lajotas na Rua Visconde de Mauá, no bairro Copacabana, também está completamente recuperada. Em alguns trechos, os blocos foram recolocados por conta do deslocamento das peças.

Patrolamento

No bairro Santo Antônio várias ruas já foram patroladas e receberam outras melhorias, como colocação de brita para maior durabilidade. Entre elas, a rua Maria Arlene da Luz. “A exemplo de outros bairros, a região sul de Lages conta com inúmeras ruas sem nenhum tipo de pavimento. Procuramos atender as demandas da população na medida do possível, em conformidade com as condições orçamentária, climática e humana, cientes das necessidades dos moradores e da extensão territorial do perímetro urbano”, explica Bortoluzzi.

Fotos: Keltryn Wendland - Texto: Ascom/PML