Na sessão da terça-feira (16/05), um grupo de estudantes do curso de Medicina Veterinária do Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV) da Udesc Lages entregou aos vereadores uma carta aberta à população catarinense, solicitando melhorias de ordem estrutural ao Hospital de Clínica Veterinária da instituição. A intenção é que o documento seja entregue ao reitor da Universidade do Estado de Santa Catarina, Marcus Tomasi, para conhecimento e providências aos problemas apresentados.

O Centro Estudantil IX de Setembro, representante dos acadêmicos, foi o responsável pela elaboração da pauta de reivindicações. São solicitadas melhorias no espaço físico, pois o mesmo é considerado inadequado para os equipamentos utilizados. Os alunos também reclamam que o prédio do curso está com a instalação elétrica comprometida, telhados quebrados, laboratórios defasados e banheiros sem condições de uso.

Os estudantes destacam ainda a necessidade de instalação da mesa cirúrgica de grandes animais e um local apropriado para o alojamento do aparelho de ultrassom.  Outro pedido é referente à caldeira para cremação de animais, pois a mesma encontra-se quebrada e sem previsão de conserto ou substituição. A falta do equipamento impede que sejam realizados procedimentos de necropsia e diagnósticos das patologias.

A carta foi lida pelo vereador Bruno Hartmann (PSDB) e os demais legisladores receberam uma cópia onde manifestaram apoio às solicitações assinando o referido documento. “Estamos apoiando os acadêmicos em suas reivindicações, que com certeza trarão benefícios não só a eles, mas a toda comunidade e à causa animal”, declarou o vereador.

Assessoria de Imprensa da Câmara de Lages

COMENTÁRIO DO BLOG: Todo apoio é importante, inclusive da Câmara de Lages. Mas.... não seria melhor entregar o documento diretamente ao reitor da UDESC? Ou ao governador Raimundo Colombo? O que um vereador de Lages vai poder fazer para uma instituição que pertence ao Estado de SC? Aliás, podiam ter acrescentado também maior agilidade no término do novo prédio da Engenharia Florestal, não acham?