Na próxima terça-feira, 31 de maio, é o Dia Mundial Sem Tabaco, data criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para alertar sobre os riscos de fumar.

Estima-se que 20 milhões de brasileiros são fumantes. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), quase 6 milhões morrem por ano devido ao tabagismo, sendo que 600 mil são fumantes passivos.

Na fumaça do cigarro, existem mais de 4.700 substâncias tóxicas que são prejudiciais à saúde. O tabagismo está associado a 30% das mortes por câncer, 25% dos casos de infarto agudo do miocárdio e quase metade dos derrames cerebrais. A previsão da OMS é de que, a partir de 2030, mais de 8 milhões de pessoas falecerão anualmente em decorrência do tabagismo. 

A Cliniar apóia o Dia Mundial Sem Tabaco

O médico pneumologista Dr Cássio Rafael de Melo (CRM-SC 13365), da Cliniar Medicina Respiratória,  informa que existem estratégias para ajudar a vencer o tabagismo e que parar de fumar sempre trará benefícios à saúde, tais como:

• Após 20 minutos, a pressão arterial e a frequência cardíaca já normalizam;

• Em 2 horas, já não há mais nicotina circulando no sangue;

• Entre 12 e 24 horas, os pulmões funcionam melhor;

• Após 1 ano, o risco de morte por infarto cai pela metade;

• Entre 5 e 10 anos, o risco de infarto será igual ao de uma pessoa que nunca fumou.

 

Enviado pela Cliniar Medicina Respiratória - Dr. Cássio Rafael de Melo