Dois delegados que investigavam o acidente com o avião cuja queda, em Angra dos Reis, matou cinco pessoas, entre elas o Ministro do STF, catarinense Teori Zavascki (então relator da Operação Lava Jato) foram assassinados nesta noite (31/05) em uma casa noturna de Florianópolis. 

Isso prova mais uma vez que o tal do "acidente" foi na verdade "queima de arquivo". Teori Zavaski chegaria aos graúdos. Faltava muito pouco. Então, "a gente mata antes que delatem", conforme depoimento gravado pela PF de um dos homens deste Brasil que por pouco não chegou à Presidência da República. 

Vocês ainda têm dúvidas que Teori Zavascki, e que agora, esses dois delegados da PF que investigavam sua morte, foram literalmente "assassinados"? Eu não tenho. E nunca tive. Literalmente, estamos entregues a uma quadrilha de bandidos. E assassinos. 

LEIA A MATÉRIA SOBRE A MORTE DOS DELEGADOS AQUI

Loreno Siega - Revista Visão