A equipe Lages Xadrez Clube/FME disputa, entre os dias 22 e 28 de julho, a final dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina. A competição acontece em Caçador, reunindo 40 equipes do estado, para jogadores entre 15 e 19 anos. Em disputa estarão três categorias, a Blitz, partidas de 10 minutos, o Xadrez Rápido, partidas de 30 minutos e o Pensado, partidas de 2 horas. O município campeão recebe troféus e os melhores colocados em cada uma dessas categorias, medalhas até 3º lugar. 

De Lages, 11 enxadristas representam a cidade. No masculino disputam Henrique de Oliveira Dickel, Victor Hugo Godoy Moraes (ambos do CEDUP), Yan Henrique Cordeiro, Artur Hamann Ronconi (ambos do Univest), Paulo Rosa Borges (Lucia Fernandes Lopes) e Leonardo Masson Carioca dos Santos (Uniplac). No feminino Mariana Wolff Rossi (Santa Rosa), Jaisa Santana dos Santos, Nathalia Menegheli (ambas do Univest), Joana Mariangela Mota e Dhayane Bernardino (ambas de Otacilio Costa, que reforçam Lages esse ano).

Para o Técnico de Lages, o Mestre Nacional Marco Cordeiro, que coordena as equipes de Lages desde 1994, a renovação da equipe lageana deve-se a mudança das idades pela FESPORTE esse ano, o que fez com que o grupo mudasse o perfil: "a idade mínima mudou de 10 para 15 anos dentro do mesmo ano e isso fez com que tivéssemos que readequar todo o grupo", analisa o Mestre Marco, que confia num bom desempenho do grupo em Caçador. Segundo o Técnico, a previsão é de pelo menos três medalhas: "Nossa meta é chegar perto da marca de 2016, que foi de 7 medalhas, mas tudo mudou".

A equipe Lages Xadrez Clube/FME embarca no dia 22 e retorna no dia 28. 

Em Caçador, o favorito ao título é Blumenau no masculino e Itajaí no feminino.