O cancelamento de mais um voo diário por parte da empresa Azul Linhas Aéreas, causou preocupação não apenas a população de Lages, mas principalmente aos membros do Fórum das Entidades que se reuniu na manhã desta quinta-feira, 10/08, na sede da CDL, para definir suas estratégias de atuação para tentar resolver este problema.

Há pouco mais de um ano, quando a Azul iniciou as operações em Lages, eram disponibilizados seis voos semanais e ao longo desse período foram reduzidos para três. Segundo levantamento realizado, todos os voos contavam com no mínimo 70% de ocupação, o que não justifica a redução dos mesmos.

 

Convidado para a reunião, o secretário do Meio Ambiente, Euclides Mecabô, relatou que o Prefeito Antonio Ceron ligou para Azul, assim que soube do ocorrido e foi informado que este cancelamento é temporário, devendo retornar no mês de outubro.

Para o empresário Celso Arcanjo Rosa, membro da Comissão Pró Voo Regional, perder os voos é um retrocesso. “Os voos são muitos importantes para nós. Algumas empresas que tem intenção de se instalar em Lages, vem devido aos voos. Não podemos correr o risco de ficar sem estes voos”, desabafou ele.

Os membros do Fórum das Entidades e da Comissão Pró Voo regional, definiram marcar uma reunião com o diretor da Azul, Ronaldo Veras, para entender os motivos desta decisão e juntos tentarem encontrar uma solução. “A ideia é juntar forças, Prefeitura de Lages, Fórum das Entidades e Comissão Pró Voo Regional e juntos tentar reestabelecer essa relação de confiança”, concluiu Roberto Amaral, coordenador do Fórum.

Sheila Rosa - Assess. de Imprensa da ACIL