A moção legislativa 189/2017, apresentada na terça-feira (8), recomenda ao Executivo Municipal que proporcione incentivos tributários aos microempreendedores individuais e das micro e pequenas empresas de Lages, a fim de promover o fomento e desenvolvimento da economia local.

Autor do documento, o vereador Osni Freitas (PDT) justifica que nos últimos anos muito se divulgou sobre a vinda de novas empresas para Lages, inclusive internacionais, o que acabou não se concretizando na prática, por isso, a importância de se valorizar aqueles que já geram empregos e renda na cidade.

A crise nacional e alta taxa de desemprego também são fatores preocupantes para os índices econômicos do município. “Temos que ter como forma de incentivo um tratamento diferenciado com as micros e pequenas empresas, isso também se estende ao microempreendedor individual, assim vamos promover o empreendedorismo e o desenvolvimento sustentável da cidade e região”, diz o vereador.

 

 

 

A moção destaca ainda que o município não deve ficar na dependência de programas dos Governos Federal e Estadual, devendo utilizar todos os instrumentos possíveis nas políticas públicas que realmente tragam mais resultados para os empreendedores locais, girando a economia da cidade, com mais emprego e renda para a população. Aprovado pelo Poder Legislativo, o documento será encaminhado ao prefeito Antonio Ceron (PSD) na expectativa de que a Administração Municipal adote medidas para promover o incentivo fiscal aos microempreendedores lageanos.