Por mais que se explique que o projeto é social, para formar cidadãos, os olhinhos atentos revelavam que cada uma daquelas crianças sonha em jogar como Neymar ou Messi, fazer fortuna com a bola nos pés e se tornar celebridade.

Nesta segunda-feira, no Bairro Guarujá, em Lages, foi dado o pontapé inicial no projeto Leõezinhos, entre o Internacional de Lages e a Prefeitura, por meio da Secretaria de Assistência Social e Habitação. Começa pelo Guarujá, o bairro mais populoso da cidade, e a ideia é formar outros três núcleos para atuar no contraturno das escolas.

No palco da Associação de Moradores do Bairro Guarujá, autoridades com gosto pelo esporte: o prefeito Antônio Ceron, o deputado Gabriel Ribeiro, o secretário de Assistência, Samuel Ramos, e o secretário-executivo da ADR, João Alberto Duarte. Nos bancos da associação, dezenas de crianças e adolescentes que estão se inscrevendo para o projeto e seus pais.

Pelo convênio, o Internacional fornecerá o material esportivo (camisetas e bolas) e a secretária dará cones, coletes e outros materiais para treino. Cada núcleo terá até 130 crianças e adolescentes entre 7 e 14 anos, divididos em grupos de 7 a 10 anos e de 11 a 14, que treinarão orientados por professores de educação física.

Além de treinarem futebol, as crianças entrarão em campo com os jogadores em jogos do Leão Baio, conhecerão o estádio Tio Vida, e receberão a visita dos atletas colorados, que contarão como fizeram para entrar no futebol profissional.

As inscrições para o projeto começaram ontem mesmo, e são gratuitas. O projeto está apoiado em algumas premissas, como erradicar o trabalho infantil, deixar a piazada longe das drogas e ser um antídoto à evasão escolar. Um dos quesitos para integrar o projeto é estudar.

Foi nesta linha que o deputado Gabriel Ribeiro deu o seu recado. Frisou que o objetivo da ação é forma cidadão: “Daqui poderá sair algum craque de futebol, mas é importante que daqui surjam cidadãos dedicados ao estudo e ao trabalho”.

O prefeito Ceron lembrou que foi o esporte que deu o primeiro empurrão na sua vida: “Foi pelo esporte que consegui o emprego num banco, onde o meu salário triplicou”.

Tarcísio Poglia - Assess. de Imprensa deputado Gabriel Ribeiro