Trabalhar diária e arduamente no processo da construção do aprendizado didático e intelectual das crianças pode ser uma das saídas para que não somente Lages, mas todas as 5.570 cidades do Brasil possam obter melhores resultados na educação no trânsito em longo prazo. A contribuição da Coordenação de Segurança e Trânsito/Diretran de Lages na tarde desta quarta-feira (18 de outubro) foi a doação de aproximadamente 30 tablets das marcas Genesis e Foston para educadores do quadro de instituições de ensino públicas municipais e estaduais, que participaram do curso de multiplicadores de educação de trânsito.

Um Termo de Cedência foi assinado pelas professoras. A entrega foi feita pelo coordenador executivo da Diretran, Jacinto Bet. Os aparelhos foram recentemente doados pela Receita Federal, consequência de uma apreensão. O desafio já em exercício pelos professores aos alunos é formar cidadãos com melhor base para a convivência futura harmônica entre motoristas e pedestres em ruas, avenidas e rodovias, em obediências às normas.

De um total de 35 tablets, em torno de 30 foram repassados nesta quarta durante cerimônia na sede da Diretran, no Terminal Rodoviário Dom Honorato Piazera. O restante ficará disponível para uso do trabalho de Educação de Trânsito, desenvolvido pela Diretran nas escolas.

Jacinto Bet lembrou as palavras do delegado da Receita Federal, Carlos Alberto Padlipskas, na ocasião da doação ao Município. “Senhor Carlos fez uma menção de que estes produtos, provenientes de ato criminoso, agora servirão para um serviço social.” A esperança nas gerações do amanhã é uma aposta. “Nós agimos em cima das consequências dos atos errôneos no trânsito (infrações). Acredito que é algo a ser modificado dentro de poucos anos. Nós queremos facilitar o trabalho de vocês (professores). E para que os problemas sejam diminuídos é preciso atuar junto aos pequenos, nas escolas, além do sacerdócio de ministrar o conhecimento habitual, dos livros. Aí sim poderemos ter um trânsito mais bem educado, com menos perda de vidas e de patrimônio.” O coordenador adianta que está sendo projetada uma pista fixa na Diretran. “Será uma aventura diferente às crianças, fora da rotina e irá acrescentar ao seu trabalho precioso.”

Fotos: Carlos Alberto Becker - Texto: Ascom/PML