Na votação passada, oito deputados federais catarinenses haviam votado a favor de Temer. Desta vez, foram apenas seis. Dois deputados mudaram de lado (em função do grande desgaste político que tiveram): João Paulo Kleinubing (PSD) e Mauro Mariani (PMDB, que quer ser governador. Veja quem são os seis que  não querem que o STF  possa julgar o Presidente. 

Votaram a favor de Temer:

- Ronaldo Benedet - PMDB (a favor de Temer nas duas votações);

- Rogério Peninha Mendonça - PMDB (a favor duas vezes);

- Celso Maldaner - PMDB (a favor duas vezes);

- Valdir Colatto - PMDB (a favor duas vezes);

- João Rodrigues - PSD (a favor duas vezes);

- César Souza - PSD (a favor duas vezes);

NÃO COMPARECEU À VOTAÇÃO - Marco Tebaldi - PSDB (na outra votação votou a  favor de Temer);

Votaram contra Temer (a favor da investigação pelo STF):

- Carmen Zanotto - PPS (duas vezes contra):

- Geovânia de Sá - PSDB (duas vezes contra);

- Esperidião Amin - PP (duas vezes contra);

- Jorge Boeira - PP (duas vezes contra);

- Pedro Uczai - PT (duas vezes contra);

- Décio Lima - PT (duas vezes contra);

- Jorginho Mello - PR (duas vezes contra);

- João Paulo Kleinubing -  PSD (desta vez votou contra - na outra, a favor);

- Mauro Mariani - PMDB (desta vez, votou contra - na outra, a favor);

No ano que vem teremos novamente eleições. Fiquemos de olho naqueles que são a favor da corrupção e da impunidade. De nosssa parte, estaremos "refrescando a memória" das  pessoas sobre esse comportamento dos nobres deputados várias vezes. 

Loreno Siega - Revista Visão