A abertura oficial em Lages da campanha Novembro Azul aconteceu nesta segunda-feira (6) no Plenário Nereu Ramos da Câmara de Vereadores. Uma sessão especial, proposta pelo vereador Mauricio Batalha Machado (PPS), trouxe médicos e especialistas da área da saúde para falar da importância da prevenção do câncer de próstata. A mensagem principal foi para os homens acima dos 50 anos de idade, pois é nessa faixa etária que a doença tem sua maior incidência, sendo importante a realização de exames preventivos anuais.

Para o proponente do evento, a intenção é promover uma reflexão sobre o tema e estimular o público masculino a cuidar de sua saúde de forma preventiva e procurar um médico regularmente. “Temos meses do ano dedicados a campanhas de conscientização e prevenção de várias doenças e novembro, em especial, é dedicado aos cuidados com a saúde do homem. Precisamos vencer os tabus e preconceitos para prevenir, principalmente, o câncer de próstata”, destacou Maurício.

Na solenidade, a diretora do hospital Tereza Ramos, Beatriz Montemezzo, a gerente regional de Saúde, Camila Baccin, e a secretária municipal da Saúde, Odila Waldrich, destacaram que ações estarão acontecendo na cidade durante todo o mês de novembro a fim de promover a conscientização na prevenção do câncer de próstata e de outras doenças, inclusive, algumas unidades básicas de Saúde terão horário estendido para atender esse público. Também são parceiros nessa campanha o hospital Nossa Senhora dos Prazeres, o Sesc e a Associação Doce Vida.

Médicos alertam para importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata

Durante o evento, os médicos especialistas trouxeram dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) indicando que o Brasil terá em 2017 pelo menos 61.200 novos casos de câncer de próstata. Eles ressaltaram a importância da prevenção e cuidados com a saúde, pois alguns hábitos podem diminuir os riscos da doença, tais como uma dieta saudável, atividade física regular, controle de peso, evitar o consumo de álcool e não fumar.

O médico oncologista Marcelo Ceron explicou que a doença em seu início não apresenta nenhum sintoma, por isso é de suma importância a realização de exames de toque e de sangue periódicos aos homens acima de 50 anos. Para aqueles com histórico de câncer na família, os exames anuais devem começar aos 45 anos de idade. “O câncer de próstata é um tumor curável desde que diagnosticado em uma fase inicial. Esse mês serve para chamar a atenção do homem para que ele cuide melhor da sua saúde”, enfatizou.

Para a oncologista Sargeele da Silva é preciso avançar nas políticas de rastreamento e campanhas de conscientização para prevenção da doença, pois aproximadamente 20% dos pacientes que chegam para atendimento são diagnosticados em estágios avançados. “É fundamental que o monitoramento preventivo seja incorporado na rotina de gestão dos municípios de modo a se tornar um instrumento de ação essencial na prevenção e controle do câncer e de seus fatores de risco”, disse a especialista.

Já o médico radiologista Carlos Lima Junior reafirmou a importância da prevenção da doença e destacou que diante de um diagnóstico de câncer o paciente e seus familiares precisam manter a calma, pois existem tratamentos específicos para cada tipo de doença. “Nos tumores iniciais temos como oportunidade terapêutica tanto a cirurgia como a radioterapia e para os tumores mais avançados existem drogas que nos ajudam a oferecer bons resultados aos pacientes. É importante lembrar que nem todo tumor de próstata é preciso tratar, muitos deles basta ter acompanhamento médico, por isso a importância da prevenção”, ressaltou.

Neurocirurgião falou sobre a prevenção e sintomas do AVC

O neurocirurgião Marcelo Conrad trouxe para a sessão de abertura do Novembro Azul informações sobre a prevenção e sintomas do acidente vascular cerebral, também conhecido como derrame, essa é uma das maiores causas de morte e incapacidade no mundo podendo acontecer com qualquer um, em qualquer idade. Na sua fala, o especialista explicou que o AVC pode chegar a atingir 25% da população, ou seja, uma a cada quatro pessoas poderão ter AVC em algum período da vida. “Para prevenção do AVC a adequação de hábitos saudáveis diários são primordiais e devem ser adotados desde muito cedo em nossas vidas”, enfatizou Marcelo.

Assessoria de Imprensa da Câmara de Lages