1) Vereador Edson Pasold, presidente da Câmara de Otacílio Costa (do PT), "torrou"  neste ano "apenas" R$ 34 mil de dinheiro público em diárias. Ele é o campeão da Serra Catarinense nesse tipo de gasto.... parece que hoje ele vai na Rádio Clube se explicar (se é que esse tipo de "farra" tem alguma explicação)....

2) Na calada da  noite, vereadores de Lages aprovaram a redução dos descontos para quem pagava o IPTU em dia. Ou seja, aquele contribuinte que costuma pagar em dia suas contas - ao contrário dos maus pagadores - foi penalizado. Já quem fica devendo - ou não paga - tem os "benefícios" do Refis.... Eu, que sempre paguei em dia meus impostos, no próximo ano talvez seja um pouco mais esperto. Vou deixar de pagar. E logo ali adiante terei um Refis com suaves descontos e benefícios....

3) Quem reclamava do preço da gasolina - a R$ 2,98 ao litro - no tempo do Governo do PT - agora está "absolutamente quietinho". E paga mais de R$ 4,00 ao litro sem reclamar. Isso sem falar no preço do gás de cozinha e da energia elétrica (tudo lá nas "alturas")....

4) PMDB fazendo propaganda na TV contra o PT - dizendo que tirou o Brasil do Vermelho - e falando que Michel Temer é um homem "sério e honrado" - O Presidente da "Hora Certa para o Brasil". Vergonha mais escabrosa. Primeiro, não tirou o Brasil do vermelho coisa nenhuma. O PT é vermelho. E o PMDB é vermelho também. Além do mais, se o "vermelho" se refere a dívidas, o rombo neste ano nas contas públicas será o maior da história - de apenas R$ 160 bilhões. E o PMDB é o partido mais jaguara e corrupto que existe na face da terra (é só relacionar os nomes dos que estão lá ao lado de Temer (o chefe maior da quadrilha):  Padilha, Moreira Franco, Geddel Vieira Lima, Eduardo Cunha, Sérgio Cabral, Renan Calheiros, Roméro Jucá, Eunício Oliveira e tantos outros... tudo ladrão de primeira grandeza). 

5) Governo do Estado - de forma sorrateira e esperta - vai deixar de contribuir com sua parte de 4,5% com o SC Saúde (Plano de Saúde dos Servidores Estaduais e seus dependentes). A partir de agora, vai contribuir apenas com 0,5%. Já na parte dos servidores, a contribuição continuará com um desconto de 4,5% sobre os vencimentos. Ou seja, se está sobrando dinheiro no SC Saúde, como o Governo alega, por que então não cortou o valor das contribuições de forma paritária - cortando 2% da contribuição dele próprio ao fundo e apenas 2% dos servidores. Esperteza e safadeza pura. Coruja, nosso deputado estadual sempre vigilante, não deixou quieto. E está coberto de razão. 

6) Aliás, Colombo vai ficar na história como um dos governadores que mais "arrochou" os vencimentos dos servidores públicos. Cortou uma porção de benefícios dos professores estaduais, por exemplo, elevou a contribuição da Previdência Pública estadual de 11 para 14%, cortou seus repasses para o SC Saúde, entre tantos outros arrochos que fez nestes sete anos de Governo. Já as aposentadorias vitalícias para ex-governadores, essas continuam bem bonitinhas no contracheque dos "iluminados". 

Ozóide é alienígena, olheiro, intelectual e crítido mor aqui da Revista Visão