Os recursos naturais estão cada vez mais escassos e a degradação sofrida pelo meio ambiente acarreta em atitudes que devem ser repensadas. A sustentabilidade nas escolas deve ser um conjunto de práticas e conhecimentos que ocorrem dentro do ambiente escolar, mas que deve ultrapassar os muros escolares numa perspectiva de atitude dos estudantes.

Com estes propósitos, a I Gincana Recicla mobilizou, de agosto a novembro, quatro mil alunos, em 11 unidades escolares: Escolas Municipais de Educação Básica (Emebs) Nicanor Rodrigues Goulart, Belizária Rodrigues, Osni de Medeiros Régis, Dom Daniel, Aline Giovana Schmitt, Nossa Senhora da Penha, Mutirão, Santa Helena, Lupércio de Oliveira Koeche, Escola Itinerante e Centro de Atenção Integral à Criança (Caic) Nossa Senhora dos Prazeres. Na tarde desta terça-feira (5 de dezembro) foi realizada a premiação dos vencedores da Gincana. Muita expectativa até o resultado final. Os alunos de todas as escolas participantes lotaram o auditório do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CCET), da Uniplac.

O prefeito Antonio Ceron prestigiou o ato e salientou que ações nas quais se envolvem crianças e adolescentes fazem despertar a esperança de dias melhores. “Estas atividades pedagógicas e educativas incentivam nossas crianças para sempre fazerem o bem. Todo dia eu aprendo um pouco mais com meus filhos e netos. Esta geração mais nova tem muito conhecimento e interesse em aprender sempre mais.”

De acordo com a coordenadora das disciplinas de Ciências e Educação para a Sustentabilidade, da Secretaria de Educação, a professora doutora Karine Souza Carsten Borges, a família e a escola devem ser os iniciadores da educação para preservar o ambiente natural. Em outras palavras, a criança, desde cedo, deve aprender a cuidar da natureza no seio familiar e na escola é onde se deve iniciar a conscientização.

 

Mais de 63 toneladas de material

A forte mobilização da comunidade em geral resultou na arrecadação de 63.151,57 quilos, com a coleta seletiva de resíduos sólidos domiciliares, separando-se os materiais recicláveis ou reutilizáveis. Segundo a secretária municipal da Educação, Valdirene Vieira, com a realização da I Gincana Recicla se inicia um programa de gestão ambiental nas escolas. “Isto promove a convivência harmoniosa entre sociedade e natureza. Provemos a informação, sensibilização e mobilização da comunidade em geral”, destacou.

Os materiais que pontuaram para a Gincana foram os seguintes: metal, com latas de alumínio, tampas, panelas, entre outros; plásticos, com canos, tubos, baldes, tampas de garrafas, e potes, e papéis através de jornais, revistas, fotocópias, envelopes, caixas, cartazes e embalagens longa vida.

 

Resultado Final

Categoria Escolas: 1º lugar - Emeb Santa Helena, que arrecadou 29.295,00 quilos de materiais recicláveis;

Categoria 1º ao 5º ano: 3º lugar - Emeb Santa Helena (4º ano II); 2º lugar - Emeb Santa Helena (4º ano I); 1º lugar - Emeb Nossa Senhora da Penha (1º ano I).

Categoria 6º ao 9º ano: 3º lugar - Emeb Lupércio de Oliveira Koeche (6º ano II); 2º lugar - Emeb Nossa Senhora da Penha (7º ano I); 1º lugar – Emeb Santa Helena (7º ano I).

 

 

Recolhimento do material

 

A coleta do material reciclável foi realizada por uma empresa parceira desta ação e especializada neste tipo de trabalho. A Ipasul percorreu todas as escolas participantes realizando a pesagem e o recolhimento dos recicláveis. Foi desenvolvida uma rota com um cronograma. A empresa passou nos locais de segunda a sexta-feira nos períodos matutino e vespertino.