Oportunidade, superação e solidariedade deram o tom da solenidade Gente do Bem, realizada na noite desta sexta-feira, no Teatro Marajoara, em Lages, com 200 homenageados. Aberto com a apresentação de crianças e adolescentes da Fábrica de Gaiteiros, o Gente do Bem 2017, criado pelo deputado estadual Gabriel Ribeiro, serve para enaltecer os bons exemplos nas mais diversas áreas.

Cada parte do tripé teve uma representação que emocionou o público no Marajoara. Depois da apresentação dos pequenos gaiteiros, que viram na Fábrica uma oportunidade de mostrar o talento e até de criar uma alternativa de vida, o público aplaudiu o exemplo de superação de Alcides de Lima, vendedor de picolés, uma das vítimas do atropelamento coletivo no calçadão de Lages no dia 1º de dezembro. No dia seguinte, ele estava lá, no seu lugar habitual, para trabalhar.

O terceiro pilar foi representado pela Casa de Caridade Teresa de Calcutá, que atende crianças e adolescentes carentes no Litoral do Estado. Todos os homenageados são pessoas que fazem a diferença nos meios onde atuam.

Em seu pronunciamento, o deputado Gabriel Ribeiro enfatizou que o mandato parlamentar é passageiro, mas que procura fazer dele um pouco do que cada um dos homenageados realiza. Lembrou que a classe política está desacreditada e que a população está avessa à política. Porém, destacou, “todos somos políticos e fazemos política 24 horas por dia, em casa ou no trabalho. O importante é fazer a boa política, de inclusão”. O parlamentar ainda salientou que não cabe transferir toda a responsabilidade de uma cidade, de um estado ou mesmo do país para um mandatário. “A responsabilidade é de cada cidadão”.

O prefeito de Lages, Antônio Ceron, ressaltou que os homenageados são pessoas que têm feito  com esmero “o dever de casa”. Tomando como exemplo os pequenos gaiteiros da Fábrica, Ceron destacou a importância de se investir nas crianças: “Não tem como dar errado”. Disse que os projetos que estão sendo desenvolvidos nos bairros da cidade com esporte ou cultura podem até não revelar nenhum Neymar ou mesmo uma bailarina como Ana Botafogo, mas certamente “vão formar cidadãos do bem”. Por fim, ao deixar sua mensagem de Natal, pediu um mundo mais tolerante.

Tarcísio Poglia - Assessoria de Imprensa do deputado Gabriel Ribeiro