A Câmara de Lages - que devolveu mais de R$ 2,1 milhões à Prefeitura de Lages de sobras do exercício, negou-se a pagar a viagem dos membros da CPI do Natal Infelicidade até o município de Paulo Frontin, no Paraná, que seria feita no dia de hoje. Os vereadores Jair Júnior (PSD), Lucas Neves (PP) e Bruno Hartmann (PSDB) iriam para lá ouvir o prefeito daquela cidade, vereadores e outras pessoas sobre a aquisição que fizeram de material para decoração de Natal aqui de Lages. 

A alegação da Câmara é que não havia dinheiro algum em caixa (foi tudo devolvido ao Ceron). E que, além disso, a Câmara já estaria em recesso. 

Pois os abnegados  vereadores da CPI, que já haviam marcado oitivas lá em Paulo Frontin para hoje (19/12), não se fizeram de rogados. Viajaram  com veículo próprio, pagando as despesas do próprio bolso (e ganharam mais ainda meu respeito e admiração pela postura - independente de partido). 

Estão lá. E devem trazer informações importantes sobre o "imbróglio"" dos materiais do Natal Infelicidade. 

Loreno Siega - Revista Visão - Foto: Divulgação