Passavam alguns minutos das 3 horas da madrugada desta terça-feira (30/01) quando o Corpo de Bombeiros foi acionado para apagar um incêndio de grandes proporções na Escola Estadual Francisco Manfrói, na Cidade Alta. Quando as guarnições e equipes lá chegaram, as chamas tomavam conta de uma das alas. 

Os bombeiros agiram rápido. E em pouco tempo conseguiram controlar o incêndio. Mas, naquela altura, cinco salas de aula e o refeitório já haviam sido totalmente destruídos. 

Suspeita-se de que o incêndio tenha sido criminoso. Nesta mesma escola, são frequentes os arrombamentos e roubos de objetos e equipamentos. 

Agora pela manhã, o Gerente da Educação da ADR Lages, Professor Humberto, lamentou o ocorrido. Disse que a ADR fará tudo o que for possível para acelerar a recuperação da área incendiada, que no mínimo poderia abrigar 100 alunos (5 salas). "Temos um pouco mais de 20 dias antes do início do ano letivo. E vamos correr contra o tempo para recuperar aquela escola", falou. 

A Escola Francisco Manfrói atendia pelo menos 600 alunos, em três turnos. Lamentável. Deplorável. Até quando deixarão as escolas sem qualquer tipo de vigilância e segurança?

Loreno Siega - Revista Visão - Fotos: Divulgação Bombeiros