Divulgado nesta quinta-feira (01/02), o resultado do programa Sinapse de Inovação trouxe mais uma grande notícia para a região serrana. Dos projetos ligados à Serra Catarinense, 11 conquistaram o direito de receber R$ 60 mil de subsídio para tocar o projeto, mais R$ 40 mil em bolsas, para mestres e/ou graduados devidamente vinculados à iniciativa, além de capacitações, contatos para fomentar networking, suporte para desenvolver modelo de negócio, entre outras oportunidades.

O Órion Parque Tecnológico teve grande participação nesta conquista. Dos 21 projetos da Serra Catarinense aprovados para a terceira e última fase antes da classificação final, 16 deles (76%) tiveram ajuda do Gênesis – o núcleo de Projetos, Negócios e Propriedade Intelectual do Órion Parque Tecnológico. Dos classificados finais da região, o Órion auxiliou seis dos 11 projetos.

Lages manteve o índice de terceira cidade que mais contemplou empreendedores no estado, ficando atrás de Florianópolis (27) e Joinville (13 projetos) – igualando o bom desempenho que teve nas etapas eliminatórias anteriores.  

A ideia do Sinapse é fomentar propostas de empresas catarinenses, que apresentem projetos de desenvolvimento de produtos (bens e serviços) ou de processos inovadores, que transformem ideias inovadoras em empreendimentos potencialmente sustentáveis e que incorporem novas tecnologias aos setores econômicos relevantes para o Estado de Santa Catarina.

Inscreveram-se na primeira fase desta edição do Sinapse da Inovação 4 mil empreendedores em cerca de 1.800 ideias inovadoras. Os recursos começam a ser liberados no final de abril de 2018, depois que a empresa se formalize (caso ainda não seja) e todos os documentos estejam protocolados no sistema da FAPESC (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do estado de Santa Catarina), uma das promotoras do concurso.

 

Mais informações: afonso@orionparque.com