O presidente da Câmara de Lages, Luiz Marin (PP), acompanhado de boa parte dos outros 15 vereadores da cidade, receberam a imprensa nesta manhã para um café da manhã. 

No encontro, Luiz Marin, que falou pouco, anunciou que em decisão coletiva dos vereadores optou-se neste ano a extinguir a chamada verba de gabinete, um recurso que cada um dos 16 vereadores de Lages teria direito mensalmente (R$ 1.500,00 por mês para cada vereador). 

Marin salientou que esse foi um pedido dos próprios vereadores como gesto de apoio a medidas de economia e moralização dos gastos públicos. Só neste gesto, são R$ 24 mil por mês a menos de despesas, o que até o final deste ano (10 meses) poderia  representar R$ 240 mil (nem todos os vereadores gastavam esse montante por mês). 

Marin também disse que todas as decisões da  Câmara serão democráticas: a maioria vai decidir se sim ou se não para cada projeto, pedido ou medida a ser tomada pela mesa diretora da casa. 

"Eu não sou de prometer muita coisa. A única promessa  que posso assegurar a vocês é que não vou envergonhar quem votou em mim e tampouco a comunidade lageana. Continuarei a ser o Luiz Marin de sempre, uma pessoa humilde e trabalhadora. E não será diferetne no exercício do poder enquanto presidente desta casa", sentenciou. 

Texto e fotos: Loreno Siega - Revista Visão