O dia 24 de fevereiro de 1932 foi um marco na história da mulher brasileira. Há 86 anos, as mulheres conquistavam, depois de muitos anos de reivindicações e discussões, o direito de votar e serem eleitas para cargos no executivo e legislativo. “Fruto de uma longa luta, hoje as mulheres se empoderam cada vez mais. Nunca a humanidade necessitou tanto da participação e valorização da força feminina quanto nos dias de hoje”, comenta a presidente do MDB Mulher de Santa Catarina, deputada estadual Dirce Heiderscheidt.

Em 1934, as restrições ao voto feminino foram eliminadas do Código Eleitoral, embora a obrigatoriedade do voto fosse um dever masculino. Em 1946, a obrigatoriedade do voto foi estendida às mulheres.

Nas últimas décadas, são inegáveis os avanços da condição de vida das mulheres no Brasil. A participação política das mulheres e a sua ocupação de cargos eletivos, considerados de poder e destaque na nossa sociedade, está, no entanto, muito aquém dos avanços adquiridos em outras dimensões da vida cotidiana. “Precisamos lutar e conquistar mais espaços. Hoje o MDB catarinense é o partido que mais elegeu mulheres para cargos eletivos, mas ainda precisamos ampliar esse número”, enfatiza a presidente Dirce, que lembra as oito prefeitas eleitas, as 136 vereadoras e as duas deputadas estaduais.

“Hoje é um dia de comemoração, pois há 86 anos foi iniciada uma luta. Mas não podemos parar. Precisamos estimular o engajamento das mulheres na vida política brasileira por meio do aumento de candidaturas a cargos públicos, defendendo a valorização e a igualdade de gênero”, finaliza a deputada Dirce Heiderscheidt.

   

Assessoria de Imprensa do PMDB de SC