Mesmo que o deputado estadual Gelson Merísio e o governador Colombo, que vinham se distanciando há algum tempo, tenham dialogado longamente nesta semana, nas "internas" dos dois partidos é dada como certa a reedição da união das duas siglas para o Governo de Santa Catarina: PSD e PMDB. 

Tanto isso é verdade que na ADR de Lages, por exemplo, quem continua no comando é o João Alberto Duarte, do PSD, partido de Colombo. Falaram, falaram e falaram que haveria trocas. E tudo continua como antes no reino de abrantes.... 

É quase certo, também, que o PSD vai indicar o vice-governador (Merísio) e o próprio Colombo para o Senado. E que o PMDB saia com a cabeça de chapa. Neste caso, 95% das chances para  que o candidato a Governador seja Eduardo Pinho Moreira, que já está no comando do Estado (ocupou o cargo durante pelo menos 18 vezes - portanto, uma pessoa já calejada, experiente e que comunga em grande parte com a forma de Colombo administrar)>  

Resta saber quem mais virá junto nesta coligação: O PSDB (com Bauer para a reeleição ao Senado?), o PP? O PPS? Só o tempo dirá....

Loreno Siega - Revista Visão