Na noite desta quarta-feira,  04 de abril,  aconteceu no auditório da CDL Lages uma apresentação aos empresários de estabelecimentos localizados no Centro de Lages, associados e não associados à Câmara de Dirigentes Lojistas, do projeto final de revitalização do Centro de Lages. A reunião contou com a presença das entidades parceiras de todo o projeto - CDL, Sebrae, Prefeitura de Lages, presidente e nucleados do Centro Lages -  que compartilharam o demonstrativo da linha do tempo desde o surgimento até sua efetivação em 2018.

Luiz Mondadori presidente do Núcleo de Dirigentes Lojistas - NDL Centro Lages  relembrou da mobilização gerada quando da construção dos Calçadões João Costa e Tulio Fiuza de Carvalho - há 45 anos e 35 anos respectivamente.  “Já deu o que falar em cada uma destas oportunidades, com grandes discussões por parte dos comerciantes do entorno destas praças à época”, ele conta. O empresário afirma  que esta grande mudança prevista agora na revitalização e todo o tempo de discussão e elaboração da fase de pré-projeto se fez necessária para a garantia de um resultado efetivo para a manutenção dos negócios existentes, para o bem estar da população de toda a cidade e a recepção dos visitantes.

Segundo Marcos Tortelli, presidente da CDL Lages é necessário que todos os empresários compartilhem deste momento de informação e que agreguem ao andamento das obras, se unindo ao movimento da CDL via NDL. “Todos são convidados, associados ou não, para fortalecer esse monitoramento da realização das obras, este comprometimento também demonstra a nossa vontade enquanto empreendedor local  e a nossa vontade de desenvolvimento para nossa cidade”, afirma Marcos, que ainda contextualiza que esta participação tem sido essencial, como “no caso das vagas do estacionamento rotativo, em que foi uma solicitação dos empresários para que o número fosse ampliado, alterações que foram feitas e que estão sendo nos apresentadas no dia de hoje”.

O diretor de urbanismo e planejamento da Secretaria de Planejamento e Obras de Lages, Roberto Provenzano, destaca o conceito da busca da redução da circulação  de automóveis no Centro Lages visando uma maior humanização e uso dos espaços pelas pessoas, “o que faz com que o comércio, gastronomia e o lazer tomem mais espaço”, ele conclui. 

Clayton Bortoluzzi, secretário de de Planejamento e Obras da cidade de Lages, ressaltou a característica de modernidade e exclusividade do projeto de revitalização. “É um projeto moderno e único em Santa Catarina”. O secretário afirma a grandiosidade e complexidade das obras e pede o engajamento dos lojistas e da população em todas as fases de planejamento.

Jhonathan Roberto, diretor executivo da CDL Lages explicou o bom funcionamento das reuniões Ponto Controle, onde uma comissão de representantes é formada e se reúne periodicamente para retirada de dúvidas e compartilhamento de informações sobre o andamento das obras. “Utilizamos este método no processo do cabeamento subterrâneo e teve pleno funcionamento, principalmente pela agilidade na tomada e entrega de informações entre o poder público, a empresa executora do serviço e a população”, afirma o diretor. 

Na oportunidade da reunião desta quarta-feira, também foram tratados  o comércio ambulante ilegal, a realização de pesquisa sobre o comércio de Lages realizada pela CDL e a edição 2018 do Serra Catarina Festival de Inverno.

Claine Andrade - Assess. de Imprensa da CDL de Lages