Na tarde desta quarta-feira, 16, a Câmara de Vereadores de Lages realizou uma sessão itinerante na localidade de Rancho de Tábuas, pertencente ao distrito de Índios e distante 50 quilômetros da sede do município. A reunião, proposta pelo vereador Lucas Neves (Progressistas) e aprovada de maneira unânime pelos demais parlamentares, reuniu cerca de 50 pessoas, entre autoridades e moradores, no salão da Igreja Católica da comunidade. 

Durante o encontro, os moradores puderam fazer uso da palavra e apresentar as próprias solicitações e sugestões de melhorias para a localidade. O presidente da Associação de Moradores de Rancho de Tábuas, Paulo Rafaeli reivindicou a construção de uma capela mortuária, torre de acesso à internet e providências para evitar os alagamentos na região, visto que na época das cheias o acesso à cidade chega a ficar bloqueado por até 60 dias. “A Amures, inclusive, já se prontificou para fazer, gratuitamente, um projeto de elevação da ponte, basta que a Prefeitura, através da secretaria competente oficialize esse pedido”, ressaltou o presidente.

Outros pedidos manifestados foram para a construção de parque municipal para eventos tradicionalistas, a disponibilização de um dentista junto à Unidade de Saúde, que atualmente conta com o serviço e a viabilização de maquinário para construção de um açude em propriedade privada. “A Prefeitura irá adquirir uma máquina, estamos apenas aguardando a liberação de uma emenda parlamentar específica, e vamos fazer um projeto para construção de açudes nas pequenas propriedades. Queremos ajudar os pequenos produtores a expandir suas atividades”, informou o secretário municipal de Agricultura e Pesca, Osvaldo Uncini.

Na ocasião, também foi apresentado aos moradores da localidade o programa Rede Rural de Segurança. Um projeto desenvolvido em parceria entre a Polícia Militar e Polícia Militar Ambiental, baseado na Rede de Vizinhos, que tem como objetivo mobilizar os moradores da área rural para, em conjunto com a PM, propiciar ações de prevenção e repressão ao crime, como por exemplo, o de furto de gado, considerado um dos maiores problemas enfrentados pelos moradores do interior. “Quero fazer um convite aos moradores para que façamos uma reunião onde poderemos falar mais sobre o programa, pois nessa região já visitamos 32 propriedades. A PM quer ser a parceira do homem do campo, queremos instruir os senhores a viver de forma mais segura no campo”, disse o tenente Eduardo Nunes, responsável pelo programa na Serra Catarinense.

O proponente da sessão avaliou de forma muito positiva o encontro que também possibilitou aos moradores conhecer de perto parte do trabalho realizado pela Câmara de Vereadores. “As sessões itinerantes são importantes, pois podemos ouvir mais de perto as reivindicações e necessidades da comunidade. Dentro do município essa região é onde tem a maior população rural, onde se concentra o maior número de pequenas propriedades, então cabe ao poder público incentivar e dar subsídios para que essa população permaneça no meio rural com qualidade de vida, evitando assim o êxodo rural. Quero agradecer a presença dos moradores e produtores rurais que deixaram seus afazeres para participar dessa reunião e dizer que assim como os demais vereadores, me coloco a disposição para auxiliar nas demandas pertinentes a essa localidade”, finalizou Lucas.

Ass. de Imprensa da Câmara de Lages