No auge da sua sabedoria, Adelma Paim (81 anos), em seu apartamento no centro de Lages,  organiza alguns pratos com bolos de nozes e confere se o refrigerante está bem gelado. O preparo faz parte de um processo que iniciou no ano passado quando pela primeira vez na história da Festa do Pinhão ela recebeu uma visita de Rainha e Princesas. Em 2 de junho de 2017, a Rainha Katia Martins e as Princesas Jéssica Quinatto e Laura Koeche adentraram em seu apartamento e ouviram a seguinte frase: “Sejam bem-vindas, é a primeira vez que tenho a honra de receber na minha casa a realeza da Festa do Pinhão”.

Nesta quarta-feira (16 de maio), a Rainha Andressa Bordignon e as Princesas Ellen Waltrick e Caroline Ceccatto, a realeza da 30ª Festa Nacional do Pinhão, tiveram a honra de dar continuidade a uma ação que segundo a própria Adelma tem um significado importante: “valorizar a história de Lages”.

Adelma é uma contadora de fatos lageanos, a professora repassou com propriedade para Rainha e Princesas como tudo começou, em uma reunião com personalidades lageanas em um local fechado entre rabiscos em papeis, Aracy Paim, seu esposo, deu o nome da maior festa gastronômica do sul do país após uma batida de mão na mesa: “Será a Festa do Pinhão!”.

Dona Adelma acredita que o mais importante agora é manter a proposta inicial da festa, respeitar o legado e dar valor para as pessoas que ajudam a memória lageana a se propagar por muitos anos. “Gostaria muito de ficar por muitos anos recebendo Rainha e Princesas, sinto que devemos passar nossos conhecimentos a todos, e a visita da realeza faz parte disso, faz parte da minha história, a do meu marido e da festa do pinhão”, diz.

Ao final da visita, Dona Adelma Paim levantou para receber da Rainha e Princesas o convite oficial para a abertura do Recanto do Pinhão Aracy Paim e disse: “Vocês acertaram mais uma vez, Elton Saldanha é tão divertido!”.

 

Fotos: Nilton Wolff - Texto: Ascom/PML