O prefeito Antônio Ceron, o vice Juliano Polese e a Secretária da Educação, Ivana Michaltchuk, diante dos reflexos no município em razão da paralisação dos caminhoneiros, determinaram a suspensão das aulas no Sistema Municipal de Educação. A medida vale para todos os níveis, desde a educação infantil até o ensino fundamental. E vale apenas para esta segunda-feira, 28/05, quando será feita uma nova avaliação.  O decreto foi expedido nesta sexta-feira (25 de maio). 

Entre os principais transtornos causados pela paralisação, está o desabastecimento dos postos de combustíveis, impossibilitando o transporte escolar, a distribuição de gás de cozinha, o não fornecimento de itens necessários para a confecção da merenda escolar, entre outros.

 

Foto: Toninho Vieira - Informações: Ascom/PML