Durante audiência pública que debateu cortes orçamentários na área de ciência, tecnologia e inovação no Brasil e em Santa Catarina, o deputado Dirceu Dresch (PT), propositor do evento realizado esta semana, afirmou que é obrigação do Parlamento exigir a aplicação dos 2% constitucionais em ciência e tecnologia.

 

No ano passado foi efetivamente investido na área apenas 0,16% da arrecadação. Ele também criticou o decreto 1.608, de 11 de maio deste ano, assinado pelo  governador Pinho Moreira, que anula R$ 271,2 milhões do orçamento da Educação, sendo R$ 113 milhões referentes a bolsas do artigo 170, para o pagamento de dívidas do Estado. "Governo está  contramão, cortando o orçamento que garante o futuro, que está na pesquisa e na educação. É uma medida inconstitucional que vamos questionar. É o retrato do desgoverno e da falta de gestão”, lamentou.

 

Assessoria de Imprensa deputado Dirceu Dresch