Em derradeira apelação, o presidente da Facisc, Jonny Zulauf, enviou ainda nesta segunda-feira (23/7) ofício ao governador interino, desembargador Rodrigo Collaço,  solicitando o veto ao  projeto (PLC no. 0014/2018) aprovado na Alesc que cria 462 cargos de comissionados no TJ-SC.

A proposta polêmica aumentará em R$ 60 milhões a folha de pagamento do Judiciário catarinense.

Em nome do setor produtivo, Zulauf defende que há absoluta falta de recursos financeiros do Estado de Santa Catarina, até para manter o equilíbrio financeiro do ano, pois não haverá recursos para fechar o orçamento em razão do déficit, já confirmado pelo secretário de Estado da Fazenda. “Nosso argumento é a responsabilidade fiscal, da qual o próprio Poder Judiciário é guardião”, ressalta Zulauf no documento enviado ao governador.

 

 Sheila Rosa - Assess. de Imprensa da ACIL