Se a disputa ao Governo de SC promete ser das mais acirradas da história, com duas candidaturas consideradas favoritas (Merísio e Mariani) e uma terceira correndo por fora (Décio Lima), para o Senado não será diferente. E pode ser uma disputa ainda mais ferrenha. São pelo menos cinco nomes muito fortes, das três coligações. Para somente DUAS VAGAS. 

Senão, vejamos:

- Do lado de Merísio estarão nada menos do que dois ex-governadores, cada qual com 8 anos de mandato à frente do Governo: Esperidião Amin (PP) e Raimundo Colombo (PSD).

 - Pelo lado de Mariani, estará um vice-governador, ex-secretário da educação, deputado federal e atual senador, Paulo Bauer (PSDB), além do deputado federal Jorginho Melo (PR). 

 

- E pelo lado do PT estará a ex-deputada estadual (dois mandatos), ex-senadora e ex-ministra, Ideli Salvati, do PT. 

 

Cada eleitor poderá votar em dois candidatos diferentes ao Senado. E nem todos os eleitores votarão nos dois candidatos da mesma coligação. Portanto, jogo de difícil prognóstico. Nesta disputa, há que se levar em conta também o que cada um destes personagens fizeram  pela região serrana  enquanto exerceram  o mandato de senador ou senadora. Neste balanço, com certeza, um destes cinco nomes está disparado na  frente. Mas será que o eleitor lembra disso?