O prefeito Antonio Ceron recebeu em seu gabinete na manhã desta terça-feira (7 de agosto), momentos antes da viagem a Florianópolis, o diretor presidente da  Berneck, Gilson Berneck e demais executivos da empresa. Na pauta do encontro alguns ajustes no projeto de instalação da fábrica em Lages.

Na oportunidade, Gilson Berneck detalhou para o prefeito que será realizada uma ampliação do projeto original, com a instalação de uma segunda unidade de produção da linha de madeira em MDF e expansão da serraria. “Já estão contratadas as empresas responsáveis que farão a topografia e sondagem do terreno para a construção do nosso parque fabril”, afirma o empresário.

Os executivos da Berneck afirmaram, ainda, que durante todo o processo de instalação e construção da unidade de Lages será dada preferência na contratação de empresas de mão de obra da cidade e da região, contribuindo ainda mais com o fomento da economia local. “A filial de Lages será uma das maiores que temos. Em números posso dizer que aqui nossa serraria irá produzir 30% a mais que a de Curitibanos e a linha de produção de madeira em MDF será 25% maior que a unidade da cidade vizinha”, compara Gilson Berneck.  

“Neste processo de vinda da Berneck para Lages temos de enaltecer todo o trabalho realizado pelo ex-governador Raimundo Colombo. Foram inúmeras reuniões lideradas por Raimundo e o resultado disto foi a efetivação da empresa no nosso município”, enfatiza o prefeito Antonio Ceron. Acompanharam a reunião os secretários de Planejamento e Obras, Claiton Bortoluzzi; Desenvolvimento Econômico e Turismo, Mário Hoeller de Souza; da Semasa, Jurandi Agustini; procurador geral do Município, Agnelo Miranda, e alguns vereadores.

Áreas destinadas à Berneck e investimentos em Lages

São duas áreas localizadas na Fazenda Cruz de Malta, às margens da BR-116. Uma que pertencia à família Schroeder e outra da Seara Alimentos Ltda. A exemplo da unidade em funcionamento no município de Curitibanos, a Berneck deverá investir em Lages cerca de R$ 800 milhões, além da estimativa de 600 empregos diretos nos primeiros meses.

A previsão é de R$ 650 mil por mês de retorno de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) com a movimentação de aproximadamente R$ 50 milhões em mercadorias. A Berneck será a terceira maior empresa arrecadadora de impostos em Lages, atrás apenas da Ambev e Klabin.

 

Fotos: Greik Pacheco - Texto: Ascom/PML