Seguindo o cronograma de coletivas à imprensa, que ocorrem quinzenalmente, nesta segunda-feira (13 de agosto) o prefeito Antonio Ceron e o vice Juliano Polese atualizaram informações sobre obras, projetos e assuntos pertinentes à administração municipal.

Sobre a instalação da empresa Berneck, com prospecção para estar em pleno funcionamento em até 20 meses, os encaminhamentos para o projeto de licenciamento ambiental já foram iniciados, com prazo antecipado para até 60 dias. Em outubro está programada a execução da terraplanagem no terreno. Os investimentos na fábrica em Lages chegarão a R$ 800 milhões e gerará 600 empregos diretos nos primeiros meses, possibilitando R$ 650 mil por mês de retorno do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) ao município. “Estive semana passada em reunião com os empresários, e eles estão muito otimistas com a vinda para Lages. Irão dar prioridade para a mão-de-obra local, por isso pedimos aos lageanos que busquem fazer cursos e se qualificar para atender à demanda, pois esta será uma excelente oportunidade”, ressalta o prefeito Ceron.

Quanto à construção da avenida Ponte Grande, providências como a construção de uma ponte que dará acesso ao condomínio onde estão sendo abrigadas as 200 famílias que precisaram ser remanejadas está sendo feita. A pavimentação da pista de rolamento está dividida em três etapas, sendo 1.600 metros entre o condomínio até o entroncamento com a avenida Castelo Branco, depois será executado o trecho até a avenida Presidente Vargas e por fim até a BR-282.

Na Secretaria do Planejamento e Obras, ações como a substituição dos antigos controladores dos semáforos está adiantada. “Dentro de aproximadamente 45 dias pretendemos concluir as substituições que darão modernidade ao sistema. Uma central será instalada, monitorando todos os semáforos da cidade”, declara o secretário Claiton Bortoluzzi. Também estão sendo renovadas as pinturas das sinalizações horizontais das principais avenidas e ruas centrais.

Com relação à Área Azul, até setembro será lançado o edital para concessão da nova empresa que irá gerenciar o sistema em Lages pelos próximos dez anos. “Pretendemos instalar um sistema moderno. Para termos bons exemplos de funcionamento, fomos visitar outras cidades no Estado”, conta Claiton.

Também está em estudo o projeto de construção de três capelas mortuárias no bairro Penha, localizadas mais precisamente em anexo ao Cemitério da Penha. Os encaminhamentos estão sendo dados pela Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente. “Acredito ser um local estratégico, atendendo esta região da cidade que está desassistida de capelas”, comenta o prefeito.

 

Fotos: Marcelo Pakinha - Texto: Ascom/PML