Número de restaurantes por município, quantidade de pessoas que comportam, meio de hospedagens, apartamentos nos meios de hospedagens, número de agência de viagens e turismo e dentre outras informações, identificação dos estabelecimentos credenciados no Sistema de Cadastro de Pessoas Físicas e Jurídicas – Cadastur.

São algumas das informações que começam a ser levantadas a partir da próxima semana, nos 18 municípios da Serra Catarinense. A decisão do diagnóstico aconteceu durante reunião do Conselho de Turismo da Serra Catarinense – Conserra, realizada na tarde destas quarta-feira (23), no auditório da Amures.

Os gestores de turismo dos municípios deverão informar também, os principais atrativos por município, se possui Conselho Municipal de Turismo constituído, se possui Fundo Municipal de Turismo e dados como planos estratégicos ou plano de desenvolvimento do turismo.

Segundo explicou a secretária executiva da Conserra Ana Vieira, o objetivo é quantificar o número de empreendedores formais e informais do setor. “Com isso podemos dimensionar o impacto econômico do turismo nos municípios. Além do mais teremos a informação precisa do número de leitos e a capacidade de hospedagem da região”, explicou.

 

Os gestores de turismo foram unanimes sobre a necessidade do levantamento proposto pelo Conserra e para facilitar o trabalho, um questionário foi repassado a todos para seguir uma única metodologia de campo. A secretária executiva da Amures Iraci de Souza participou da reunião e destacou a importância do levantamento para o planejamento do turismo de forma integrada.

A pauta da reunião foi movida também, por assuntos como atualização de dados dos portais dos municípios, abordagens sobre os Conselhos, Planos e Fundos de Turismo, digitalização dos hinos dos municípios e missões fora da região que pretendem realizar os gestores de turismo em busca de informações e inovações.

Onéris Lopes - Assess. de Imprensa da Amures