No evento que reconhece iniciativas voltadas à elevação da escolaridade básica e qualificação profissional dos trabalhadores 13 empresas e sindicatos foram premiados por seus trabalhos. A Serra Catarinense conquistou duas destas premiações.  O Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Lages (Simmmel) e Instituto José Paschoal Baggio foram destaque na categoria ‘elevação da escolaridade básica do trabalhador’. A entrega do Prêmio Santa Catarina pela Educação foi nesta quinta (30) na Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), em Florianópolis. Além dessas duas, outras cinco iniciativas serranas estiveram na final.

O Prêmio busca dar visibilidade a propostas de Santa Catarina que estão contribuindo para a elevação da escolaridade e qualificação profissional de seus trabalhadores, com vistas à sustentabilidade dos negócios, à melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores e ao fortalecimento da economia do Estado.

 Nesta edição, foram 125 práticas inscritas. Entre elas estava a do Simmmel, que passou a oferecer este ano a EJA Profissionalizante para elevar a escolarização básica dos trabalhadores das indústrias de serralheira e metalurgia. Participam 35 profissionais que frequentam o ensino médio e curso técnico ao mesmo tempo. Além de elevar o nível de escolaridade dos colaboradores e a qualificação profissional, o programa visa prepará-los para a adoção de novas tecnologias, serviços e produtos.

Uma das metas do Sindicato é desenvolver e fortalecer a indústria de base e o incentivo à educação é uma das ações desenvolvidas. “O setor precisa estar qualificado para evoluir. Trabalhamos para motivar nossos associados e seus colaboradores a buscarem esse crescimento. Receber o prêmio mostra que estamos no caminho certo”, diz o presidente Everaldo Wiggers.  

Instituto José Paschoal Baggio

O Caderno Jovem - What's Up? É produzido mensalmente por estudantes do ensino médio, de escolas públicas estaduais da Serra Catarinense, que se reúnem para discutir temas como formação profissional, carreira, Enem, entre outros. A partir da reflexão sobre os temas, eles produzem matérias que são divulgadas no Caderno What's Up. A publicação circula nas 44 escolas estaduais que compõe a 26ª Gerência Regional de Educação.

Para a gerente Edite Moraes estar entre os premiados é o reconhecimento de um trabalho feito em equipe. O número de inscritos e a avaliação criteriosa demonstram a importância do projeto para a região. “Esse reconhecimento nos deixa muito orgulhosos e ainda mais motivados a fazer a mudança. É uma honra saber que o dever está sendo cumprido com muito empenho, comprometimento e dedicação. Só temos a agradecer por tudo isso”.

 

O prêmio Santa Catarina Pela Educação é uma iniciativa das federações da indústria (FIESC), do comércio (Fecomércio), da agricultura (FAESC) e dos transportes (Fetrancesc) e é concedido em três categorias: Elevação da escolaridade básica do trabalhador, Educação profissional do trabalhador e Programa de Educação Corporativa.

Catarinas Comunicação