Governador Eduardo Pinho Moreira apresenta panorama financeiro do Estado, ações a resultados de sua gestão

O governador Eduardo Pinho Moreira apresentou nesta quinta-feira, 13, na Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif), a radiografia financeira do Estado, mostrando ações e resultados desde que assumiu em fevereiro de 2018. Durante a exposição, feita a convite das entidades de comunicação do Estado, Acaert, Adjori e ADI, Moreira destacou a importância da transparência da gestão e ressaltou a economia que resultou na redução de R$ 900 milhões do déficit do Estado, que era de R$ 2 bilhões ao assumir o governo.

Eduardo Pinho Moreira lembrou que o limite legal da folha, que estava ultrapassado em 49,73% em fevereiro, está agora em 48,87%, dentro do limite prudencial. Ele ainda apontou outros números de quando assumiu o governo como a dívida de R$ 19,5 bilhões em empréstimos bancários e mais R$ 1 bilhão de dívida com a Saúde.

O governador relembrou medidas como o corte de 218 cargos comissionados, 471 funções gratificadas, a desativação de 15 Agências de Desenvolvimento Regional e de quatro Secretarias Executivas, a revisão de contratos e a redução de convênios, entre outras.

Durante a apresentação, Moreira informou que obras como a reforma das pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Salles e do acesso ao aeroporto Hercílio Luz, que estavam previstas com recursos do BNDES, que não estão disponíveis neste momento, serão executadas com verbas próprias do Estado.

Outro ponto abordado pelo governador foi a falta da certidão negativa dos precatórios, que inviabilizou o rapasse de recursos do Governo Federal.  De acordo com o Pinho Moreira, a liberação foi feita há apenas 15 dias, sendo que antes os recursos estavam bloqueados, incluindo dinheiro de financiamento para uma série de obras que estavam autorizadas desde fevereiro, como a do Centro de Eventos de Balneário Camboriú, e que agora está com os recursos garantidos. 

Resultados na Saúde e na Segurança Pública

A Saúde, que é uma das prioridades de gestão, até agosto deste ano já tem empenhados 14,3% dos recursos do Estado, com um valor de mais de R$ 2,4 bilhões. Neste período, o setor recebeu R$ 260 milhões a mais do que no período de janeiro a agosto de 2017, o que representa um crescimento de 15%.

Os contratos foram revistos e avaliados o que permitiu significativa economia, assim como a a reposição do estoque de medicamentos, que passou de 31% em março, para 90% em setembro. Além disso, os repasses aos municípios em 2018 estão em dia.

Já a Segurança Pública recebeu R$ 53 milhões a mais do que o mesmo período do ano passado, e teve uma despesa liquidada de mais de R$ 1,7 bi.

Moreira destacou a redução nos números de homicídios, latrocínios, roubos, roubos de cargas, roubos de veículos, furtos, entre outros índices.

Eduardo Pinho Moreira também anunciou a realização de um concurso público junto à Polícia Militar para a contratação de mais mil policiais, que será encaminhado após o período eleitoral.

Pagamento da segunda parcela do 13º

Moreira aproveitou a oportunidade para anunciar o pagamento de mais 25% do 13º salário, gratificação natalina que será depositada no próximo dia 18, segunda-feira. Essa segunda parcela vai injetar R$ 203,3 milhões na economia do Estado.

Participaram da reunião, além do governador Eduardo Pinho Moreira, o presidente da Acif Luciano Rossi Pinheiro; Marcelo Petrelli, presidente da Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e TV (Acaert); Amer Félix, presidente, e  Adriano Kallil, diretor da Associação dos Diários do Interior (ADI); Miguel Gobbi, presidente da Associação dos Jornais do Interior (Adjori), além dos secretários de Estado da Fazenda, Paulo Eli, da Segurança Pública Alceu de Oliveira Pinto Junior e da Comunicação, Gonzalo Pereira, e a diretora do Tesouro Estadual Michele Patrícia Roncalio.

Assessoria de Imprensa  - Eduardo Pinho Moreira