Fabrício Silveira (mais conhecido como "Lalau"), de 35 anos, morreu ao cair de um penhasco na localidade de Pinheiro Marcado, próximo a um condomínio de luxo que existe por lá. No sábado, ele estava junto com um grupo de 15 pessoas que fizeram uma trilha, a pé, pelas proximidades. Por volta das 23 horas, próximo a uma cachoeira que existe no local, quando retornavam da trilha até o condomínio, num caminho muito estreito - e como estava escuro - Fabrício se descuidou e caiu de um penhasco de uns 30 metros de altura. 

Naquele momento Fabrício teve sorte. Os demais chamaram por ele, que respondeu. Houve contato visual. E ele informou que não estava ferido. Como estava difícil de subir pelo mesmo local, combinaram com o grupo que Fabrício seguiria por outro caminho e que se encontrariam todos no acampamento, no condomínio.

Os outros 14 do  grupo seguiram para o condomínio (onde estavam acampados)  pela trilha normal. Aguardaram até às 3 horas da madrugada. E nada de Fabrício retornar. Informaram então a PM e os Bombeiros, a quem pediram ajuda. 

Neste domingo (16/09), depois de muitas buscas, o corpo foi encontrado. No caminho para o acampamento, Fabrício tinha caído de outro penhasco, de uns 20 metros. E provavelmente com a queda veio a óbito. 

O helicóptero Águia 4 - e alguns drones - foram utilizados para tentar localizar o homem. Mas quem conseguiu encontrar o corpo foi um cão farejador da PM. 

ATUALIZANDO INFORMAÇÕES:

O corpo de Fabrício foi encontrado no domingo (16/09), por volta das 10 horas. Os bombeiros e a PM tentaram fazer o resgate até às 22 horas. Mas, devido ao acesso extremamente difícil e estreito, não conseguiram resgatar o corpo. Nesta segunda-feira (17/09), com ajuda do helicóptero Águia 4, logo cedo, com a segurança da luz do dia, tentarão novamente içar o corpo. Situação muito triste. 

Com informações e imagens da PM de Lages