Hoje, o preço internacional do Petróleo bateu nos US$ 82 dólares ao barril. algo na casa dos R$ 330,00. É o maior valor dos últimos 4 anos. Na mesma data, a Petrobrás publicou informação de que a produção nacional caiu 5%, ou seja, estamos comprando mais petróleo do exterior, nesse "precinho". 

Resultado: o preço médio da gasolina no Brasil (divulgado no Jornal Hoje) é de R$ 4,67. Há postos de gasolina na cidade do Rio de Janeiro vendendo o produto a R$ 5,29. 

Só para lembrar, há pouco mais de dois anos atrás, quando Dilma sofreu aquele "famigerado" impeachment, a gasolina estava a R$ 2,89. E todos diziam que aquele preço era "um roubo".  O aumento foi de quase 100% em apenas dois anos. No mesmo período, a inflação acumulada não chegou a 15%. 

Essas mesmas comparações daria para a gente fazer com o preço do gás de cozinha, do  oleo diesel (não é à toa que os caminhoneiros pararam o país há alguns meses), etanol e energia elétrica, só para citar alguns. 

Loreno Siega - Revista Visão