Endereçado ao prefeito Antonio Ceron (PSD), o pedido de informação 198/2018 solicita esclarecimentos sobre a ocupação e atividades atribuídas ao servidor público municipal Paulo Joaquim Hoeschl Marques, ocupante do cargo de Executivo de Gabinete na Prefeitura de Lages. As indagações são resultado de uma manifestação feita em uma rede social pelo servidor em questão, fato este que gerou uma moção de repúdio aprovada anteriormente na Câmara. As dúvidas levantadas no documento legislativo deverão ser respondidas pelo Executivo em até 30 dias.

Buscando garantir o princípio da impessoalidade, um dos cinco expressos no artigo 37 da Constituição Federal como obrigatórios para o bom administrador, a matéria de autoria conjunta dos edis Bruno Hartmann (PSDB), Jair Junior (PSD), Moisés Savian (PT) e Osni Freitas (PDT), apresenta as seguintes perguntas:

1-    A linha (49) 98427-9829 é corporativa e paga pela Prefeitura de Lages?

2-    Qual o horário de expediente do citado funcionário?

3-    Em que áreas especificamente ele atua junto ao Gabinete do Prefeito e quais as atividades desenvolvidas em razão do cargo?

4-    Encaminhar folha ponto e relatório de atividades dos meses de janeiro, fevereiro, março, abril, maio, junho, julho e agosto de 2018 do citado funcionário público.

5-    Caso não haja controle de ponto e de atividades desenvolvidas , explicar o porquê não está sendo realizado este controle.

6-    Informar se o referido servidor tem o aval do prefeito para falar em nome da gestão e qual o posicionamento do executivo no que se refere as declarações feitas por ele, onde sugere que vereadores de oposição não tem voz junto a atual administração

 

Assessoria de Imprensa da Câmara de Lages