Após dois dias (30 e 31 de agosto, passados) com visita in loco no Câmpus Urupema, o curso superior de Tecnologia em Viticultura e Enologia foi avaliado pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) do MEC com conceito 4. A nota máxima é 5. “O conceito é na verdade uma soma de fatores, como o empenho do IFSC, da equipe de gestão do Câmpus, dos professores que atuam diretamente no curso, dos técnico-administrativos que dão suporte, e em especial, aos alunos, que optam por um curso desafiador e fazem dele sua motivação para uma expectativa de vida e de atuação profissional melhor. Todos os envolvidos estão de parabéns!”, destaca a coordenadora do curso Superior de Tecnologia em Viticultura e Enologia, Carolina Pretto Panceri. Essa foi a primeira avaliação realizada e refere-se ao reconhecimento do curso. 

 

A avaliação aconteceu sobre as três dimensões previstas: organização didático-pedagógica, que recebeu o conceito 4,31; corpo docente e tutorial, que obteve nota 4,40; e a dimensão de infraestrutura, com conceito 4,22. “Com infraestrutura e recursos humanos, a equipe de gestão do Câmpus Urupema não mediu esforços em ofertar um curso que atendesse a demanda da região em que está inserido”, afirma Carolina, que enaltece também a atuação dos professores, envolvidos diretamente no curso: “...proporcionam experiências de aprendizado de excelência, muito além da sala de aula, mas também atuando em pesquisa científica e atividades de extensão que garantem ao egresso uma bagagem de conhecimento que o permite chegar ao mercado de trabalho com confiança para atuar”. Para ela, a responsabilidade pelo conceito 4 também é dos alunos à medida que o curso reconsidera suas estratégias e evolui a partir das demandas e solicitações desse grupo. 

 

Curso

 

O curso, com ingresso via Sisu, formou sua primeira turma no início de 2018. Segundo Carolina, no momento, os formandos estão todos empregados em vinícolas do estado catarinense - São Joaquim e Água Doce. “Podemos destacar que além das disciplinas técnicas na área de Viticultura e Enologia temos unidades curriculares no eixo de agronegócio, que proporcionam ao aluno ferramentas para gerir e principalmente inovar e empreender no setor. Outro destaque são para as disciplinas que visam o desenvolvimento da Vitivinicultura de forma sustentável, como Ecologia, produção agroecológica, e gestão de resíduos agroindustriais”, menciona. Carolina ainda cita a unidade curricular de Harmonização gastronômica e serviço do vinho, que garante um perfil completo para o egresso, desde a produção até o serviço do vinho.

 

Mais


O curso de Tecnologia em Viticultura e Enologia tem como objetivo formar profissionais capacitados para atuarem na produção vitivinícola e nos diversos setores da indústria de enológica, habilitando o aluno para planejar, gerenciar, implantar e avaliar todas as etapas de produção, desde a escolha das variedades de uva, plantio, colheita, processamento, fermentação, envase, análise sensorial, controle de qualidade e supervisão dos processos de produção e armazenagem, bem como comercialização, até a atividades de 'sommelier' ((profissional especializado em bebidas alcoólicas, especialmente vinhos). 

 

Assessoria de Imprensa do IFSC