Um misto de aventura, com muito aprendizado e troca de experiências. Assim foi essa semana para alunos de escolas municipais e estaduais, selecionados para participarem do projeto Jovens de Atitude. Eles passaram três dias (terça, quarta e quinta-feira) dentro do quartel do 6° Batalhão de Polícia Militar, localizado no bairro São Cristóvão. Lá participaram de diversas atividades e palestras educativas.

O projeto foi retomado depois de oito anos parado. Foram selecionados dois alunos por escola, dos 6° e 9° anos, com faixa etária entre 12 e 14 anos, indicados por professores. O pré-requisito para participar era ser um aluno que demonstrasse pro atividade, espírito de liderança e iniciativa. Ao todo foram 42 jovens selecionados, sendo 23 meninas e 19 meninos, orientados por coordenadores responsáveis por cada equipe.

No Batalhão eles foram divididos em grupos menores, cada qual defendendo uma cor diferente, realizando atividades dinâmicas e de competição saudável. Segundo o Sargento Goedert, que organizou as tarefas, o principal objetivo da ação é formar jovens líderes, passando posteriormente os conhecimentos adquiridos durante as atividades para seus colegas e familiares. “Aqui eles desenvolvem a socialização, disciplina e aprendem a trabalhar em equipe. É uma experiência muito legal para eles”, completa o sargento.

Eles foram recepcionados, na quarta-feira (25 de setembro) pelo Tenente Coronel do 6° BPM, Alfredo Nogueira, e o Tenente Coronel da 2ª Região de Polícia Militar, Moacir Gomes, que ministraram palestras. Outras oficinas também foram realizadas com os mais diversos temas, conforme a faixa etária deles, como tomadas de atitudes, drogas e sexualidade. O professor da rede municipal de ensino, Erico Paes de Campos, também proferiu uma palestra tendo como tema o bullying nas escolas e respeito às diversidades. “Aqui temos a união entre a educação e a segurança pública, e isso nos traz um conforto e um caminho de esperança sobre as futuras gerações. Estamos formando cidadãos que fomentem o bem, a paz, a ética e o respeito. São valores que a sociedade tanto precisa”, salienta o professor Erico.

Além de passar todo o dia, os alunos também pernoitaram no quartel, em dois alojamentos, um feminino e outro masculino, e receberam cinco refeições diárias. A formatura de encerramento foi realizada no ginásio do Colégio Industrial, com a presença da secretária da Educação, Ivana Michaltchuk, os tenentes coronéis do 6° BPM e demais autoridades.

 

Fotos: Marcelo Pakinha -  Texto: Ascom/PML